‘PT cria tudo para transformar marginal em homem de bem’, diz Wallber sobre vazamento

 Resultado de imagem para O deputado estadual Wallber Virgolino
O deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas), nesta terça-feira (11), foi de encontro à fala do seu colega de Casa, Anísio Maia (PT) sobre o diálogo vazado entre o então juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol sobre os passos da Operação Lava Jato. Para o petista, o fato mostra a imparcialidade do juiz, o que Wallber rebateu veementemente.

“A gente sabe que o PT cria tudo para transformar marginal em homem de bem. Ele não tem argumento, principalmente jurídico. O que a gente viu nesse hackeamento foi um crime, atentado não só individual às autoridades, mas à soberania brasileira e tem que ser punida de forma severa, é uma afronta à segurança jurídica”, declarou.

De acordo com o parlamentar, as conversas por si só não depõem contra os juristas, uma vez que esse tipo de conversa acontece em todo o Brasil. “Isso é normal, não tem nada de ilegal. A gente vê apenas um factoide político criado pelo PT para tentar inocentar um marginal. Lula vai continuar preso, o procurador e Moro continuarão sendo admirados pelo povo brasileiro”.
Para arrematar, Virgolino fez um chamamento: “conclamo o povo a apoiar os dois e também a operação Lava Jato. Temos que limpar a política brasileira da corrupção. O PT só quer tumultuar, só quer, efetivamente, voltar ao poder para fazer o que fez, surrupiar o dinheiro público e desmoralizar a sociedade brasileira”.

Yves Feitosa/Fernando Braz

Postar um comentário

0 Comentários