Após assembleia ocorrida na noite desta terça-feira (9), os vigilantes em transporte de valores da Paraíba anunciaram que vão entrar em greve por tempo indeterminado a partir de data que ainda será definida após cumprimento de trâmites jurídicos. A informação foi confirmada ao Portal Correiopelo presidente do Sindicato dos Vigilantes de Transporte de Valores da Paraíba, Laudivan Gonçalves, que revelou que a decisão pela paralisação foi unânime.
Gonçalves informou que iria ocorrer uma reunião entre a categoria e o sindicato patronal nessa segunda-feira (8), no Ministério do Trabalho, mas os patrões cancelaram a reunião.
“Pedimos 10% de aumento no salário e 15% no valor do vale-alimentação, ou 15% do vale e 5% de aumento de salário, mas os patrões não querem negociar mais”, afirmou o presidente.
Também ao Portal Correio, o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, disse que com o início da greve caixas eletrônicos e agências bancárias abastecidos por carro-forte devem enfrentar desabastecimento.
“Logicamente que vai causar alguns transtornos no sentido de falta de dinheiro nas agências e nos postos de atendimentos, mas a greve infelizmente é isso, se não prejudicar não tem sentido fazer greve. Eles têm todo direito e é legítimo o pleito. Terão todo o nosso apoio, são trabalhadores. Estão no seu direito de fazer greve. É uma classe injustiçada pelo risco de vida que corre no dia a dia e que recebe salários baixos”, disse Marcelo Alves.