O governador João Azevêdo assinou, nesta terça-feira (2), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, juntamente com investidores chineses e norte-americanos, o protocolo de intenções para instalação de um estaleiro para reparos navais, no município de Lucena, na região metropolitana. O empreendimento receberá investimentos iniciais na ordem de R$ 3,5 bilhões e deve gerar seis mil empregos na Paraíba.
João Azevêdo disse que, a partir de agora, o projeto entra na reta final para viabilização de recursos e será apresentado aos investidores de todo o mundo, bem como ao Governo Federal.
O gestor apresentou ainda as propostas do Governo do Estado para expandir o Porto de Cabedelo e melhorar a logística de acesso ao estaleiro, a exemplo da ponte Cabedelo – Lucena.
“Estamos associando e apresentando neste momento o projeto da ponte que fará a ligação da BR-230 a PB-011, permitindo que a gente feche o Anel, passando pelo Rio Camboa e chegando até Lucena. Dessa forma, teremos a região toda interligada com fácil acesso e com a facilidade da triplicação da BR-230, o que permitirá o fluxo de carga no local”, explicou.

O empreendimento

De acordo com o diretor da RB Consultores Associados, Roberto Braga, o empreendimento deve receber navios de todas as partes do mundo, gerando cerca de seis mil empregos no Estado.
“Durante a construção, estão previstos três mil empregos; iniciada a operação, serão 1.500 empregos diretos e 4.500 empregos indiretos. É importante destacar que no Atlântico Sul, abaixo do Equador, não existe nenhum estaleiro para médios e grandes navios; a frota brasileira de navios petroleiros, por exemplo, vai para a China fazer manutenção. Além disso, o empreendimento visa a sustentabilidade, harmonizando a economia, o meio-ambiente e a sociedade, o que é importante para desenvolver um vigoroso sistema de produção que possa desenvolver o estado inteiro”, frisou.