Botafogo-PB vence o CSA-AL e faz história na Copa do Nordeste

Botafogo-PB
O Belo não tomou conhecimento do CSA-AL, aplicando um placar de 3 a 1 (Foto: Nalva Figueiredo/Jornal CORREIO)


CURTA TODOS OS DIAS DAS CINCO AS SEIS DA MANHÃ PELAS AS RÁDIOS DA NAÇÃO.
Na partida entre as únicas equipes invictas na Copa do Nordeste até então, o Botafogo-PB venceu o CSA-AL por 3 a 1, na noite deste domingo (7), no Estádio Almeidão, em jogo válido pelas quartas de final do torneio regional. Com o resultado, a equipe paraibana conseguiu se classificar para as semifinais da competição pela primeira vez na história. O próximo compromisso do Belo será contra o Náutico, novamente em jogo único, em João Pessoa.
A vitória garantiu ao Belo, o status de único invicto no Nordestão, além de fazer a melhor campanha do torneio, com 21 pontos conquistados. Os números dão ao Alvinegro da Estrela Vermelha, a possibilidade de decidir as duas próximas fases da Copa do Nordeste no Estádio Almeidão.

1º Tempo

O jogo começou com as duas equipes se estudando, mas com o Botafogo-PB esboçando jogadas pelas laterais, esbarrando na defesa do CSA-AL, que não deu chances ao ataque do Belo. A partir dos 15 minutos, o time paraibano assumiu o controle do jogo, dominando todas as investidas, ameaçando com perigo o gol defendido pelo goleiro João Marcos.
Aos 31 minutos, o camisa 7 do Botafogo-PB recebeu um lançamento brilhante do lateral Fábio Alves, se projetou rumo à grande área adversária, mas antes de finalizar, foi derrubado pelo meia Didira, que foi punido com o cartão amarelo. O camisa 6 do Bota foi para a bola, chutou com força mas a bola explodiu na barreira composta pelos defensores azulinos.
Na reta final da primeira etapa, o jogo ficou morno, com as equipes aguardando o apito final do árbitro, mas, antes do fim, o CSA-AL teve duas chances no escanteio cobrado pelo lateral estreante, Armero, mas os atletas alagoanos não conseguiram aproveitar as oportunidades, deixando as emoções para o segundo tempo da partida.

2º Tempo

O segundo tempo guardava grandes emoções para o torcedor que esteve no Estádio Almeidão. Logo aos 4 minutos, o Botafogo-PB abriu o placar após uma trama fatal da dupla Marcos Aurélio e Clayton. O camisa dez recebeu passe açucarado dentro da área e tocou para o camisa sete, que chutou no canto, sem chances para o goleiro adversário.
Não deu tempo nem de sentir o primeiro gol, aos 6 minutos o Belo aproveitou uma espirrada no ataque do CSA-AL, arrancou um contra-ataque mortal que foi parar, novamente, nas redes adversárias, ampliando a vantagem no Almeidão. A jogada foi trabalhada pelo meia Marcos Aurélio e o lateral Israel, que tocou voltando para Marcos Vinícius, que deixou o atacante Nando com o trabalho de apenas empurrar a bola para o gol.
Aos 19 minutos, em uma bela jogada pelo lado direito da defesa botafoguense, o atacante Robinho deu um belo drible no zagueiro Donato e chutou no ângulo, sem chances para o goleiro Saulo. A partir daí, o jogo voltou a ficar tenso, com o Botafogo-PB se defendendo e explorando os contra-ataques e o CSA-AL brigando por mais uma bola.
Aos 41 minutos, o Botafogo-PB fechou com chave de ouro, uma grande vitória no Estádio Almeidão.O meia Juninho conseguiu um escanteio para a equipe, ele tocou curto com Clayton, que invadiu a área e cruzou na cabeça de Dico, que cabeceou sem chances para o goleiro João Marcos.

FERNANDO COUTINHO NAÇÃORURALISTA.

Postar um comentário

0 Comentários