Comunidade será transferida de forma gradativa, diz secretária

Famílias
Cerca de 160 famílias serão transferidas da 'Vila Nassau' (Foto: Assuero Lima/jornal CORREIO)
Cerca de 160 famílias que moram na Vila Nassau, na comunidade do Porto do Capim, no Centro Histórico de João Pessoa, não precisam sair do local até esta quinta-feira (21), como notificou a Prefeitura de João Pessoa em 48 horas nessa terça (19). A informação é da Secretária de Habitação, Socorro Gadelha, que explicou que o comunicado emitiu um prazo previsto em lei, mas que as mudanças para o condomínio Saturnino de Brito ocorrerão de forma gradativa.
Em entrevista ao programa Correio Debate, da Rede Correio Sat/98 FM, na tarde desta quinta (21), Socorro comunicou que o condomínio que vai receber as famílias já está quase pronto e estabeleceu um prazo de 90 dias para as obras serem concluídas.

Parque

Conforme a prefeitura, a área onde será instalada o parque servirá como um novo local de lazer para a população e diminuirá a depredação ambiental no Rio Sanhauá. Socorro Gadelha disse que a área, que hoje serve de moradia, por enquanto é insalubre e oferece risco às famílias que moram lá, enfatizando a importância de transferi-las para outro local.
“No local será feito o Parque Ecológico Villa Sanhauá, com 193 mil metros de área, edificados para o turismo e passeio. O projeto vai levantar a cara da cidade, mudando todo o aspecto físico degradado que hoje se encontra. Além disso, as famílias serão transferidas para um local seguro. O que se oferece é uma comunidade a 1,5 km do local, dentro da área de entorno. Você morava em um local insalubre, de risco, e vai para uma condição de vida muito melhor”, explicou.

Saturnino de Brito

De acordo com a secretária, os 400 apartamentos terão, além da infraestrutura normal, lazer, serviços e adaptação para os idosos e deficientes. “A obra do Saturnino está em torno de 94%. A forma física dos apartamentos está pronta. O que a equipe está fazendo e falta é a parte de serviços externos, como esgoto, água, etc, além das adaptações dos apartamentos dos idosos e deficientes. A obra deve ficar pronta em 90 dias”.

Prefeitura de JP

À repórter Sandra Macedo, da rádio 98 FM, o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, explicou por que as famílias não devem resistir à mudança. “O Porto do Capim não vai ter alteração. Eles serão beneficiados porque vão ter um parque na porta da casa deles. A Villa Sanhauá é uma realidade. Não acredito em resistência, pois estamos entregando algo melhor. Você prefere morar em uma área degradada, com riscos, ou em apartamentos? Tem muita gente só querendo criar confusão”.
O prefeito também confirmou que o condomínio Saturnino de Brito será entregue em 90 dias. “Estamos ofertando apartamentos de extrema qualidade. Isso é o mais importante, não deixar famílias desamparadas. Ruim é se fôssemos fazer um parque e o povo ficasse sem moradia. Com 90 dias estamos com tudo pronto”, concluiu.

Moradores

O morador da Vila Nassau, no Porto do Capim, Bastião, apresentou ao prefeito outra solução. “Eu sugiro ao prefeito a fazer um condomínio em uns terrenos que temos na área da Proced, que poderia facilitar para a comunidade”.
Porém, o coordenador da Defesa Civil da Capital, Noé Estrela, informou que a área é de extremo risco de inundação, pois é perto do mangue, e excluiu qualquer possibilidade disso acontecer.
*Com informações da repórter Sandra Macedo, da Rede Correio Sat
fernando coutinho naçãoruralista

Postar um comentário

0 Comentários