Governo articula para aprovar PEC dos Benefícios em dois turno nesta quinta

 

Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

A base do governo na Câmara Federal quer assegurar que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Benefícios será votada em dois turnos já nesta quinta-feira (7). A intenção é de que o texto seja apreciado na comissão especial pela manhã e siga para análise dos deputados à tarde.

O texto aprovado pelos senadores determina o aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600, a ampliação do vale-gás, um voucher para caminhoneiros de R$ 1 mil mensais e auxílio-gasolina destinado a taxistas, entre outros benefícios. O custo total é de R$ 41,2 bilhões.

Na avaliação dos parlamentares aliados do Planalto, não há manobras regimentais possíveis para impedir a análise da matéria, apesar das ameaças da oposição. Segundo interlocutores do Executivo, o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), está disposto a derrubar outras pautas para que a PEC seja votada.

A pressa é cobrada pelo governo, que vê nas medidas uma forma de tentar elevar a popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PL), pré-candidato à reeleição.

MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários