Ruy defende derrubada de veto da Lei Aldir Blanc e reforça importância de investimento nos segmentos culturais

 


O deputado federal Ruy Carneiro (PSC) defendeu nesta terça-feira (10), a derrubada dos vetos presidenciais em relação as leis Aldir Blanc e Paulo Gustavo, que foram criadas com o objetivo de destinar recursos para os segmentos e projetos culturais brasileiros. Na ocasião, ele também comentou sobre a destinação de R$ 400 mil em emendas para instituições que atuam no segmento e a criação de uma cartilha que mostra o passo a passo para os grupos culturais terem acesso à verbas federais.

“Mais uma vez nós colocamos o nosso mandato em defesa do segmento cultural e vamos lutar pela derrubada do veto dessas duas matérias. Também é importante lembrar que nós já votamos pela aprovação da Lei Aldir Blanc e Lei Paulo Gustavo na primeira passagem dos projetos pela Câmara. Todos sabemos que profissionais, grupos e instituições artísticas estiveram entre as áreas que foram mais prejudicadas pela pandemia e essas iniciativas vão conseguir minimizar os danos causados nesse período tão difícil.”, reforçou o deputado.

Ruy também destacou os recursos na ordem de R$ 400 mil que estão sendo repassados através de emendas, destinadas para instituições paraibanas que atuam nas áreas de teatro, promoção e organização de eventos culturais, cursos de formação artística e grupo de danças regionais. Além disso, ele ainda reforçou a importância da cartilha que foi criada para ajudar projetos do segmento a viabilizarem a documentação exigida para conseguir recursos e emendas.

“Nós tivemos o cuidado de desenvolver uma cartilha para que as entidades artísticas possam se regularizar e receber emendas através do nosso gabinete, bem semelhante ao material que foi criado para as áreas de ação social e a causa animal. Atualmente poucas instituições possuem os registros necessários para receber esses valores e nosso objetivo também é ajuda-los nessa missão.”, finalizou Ruy.

Vetos presidenciais

O veto do presidente da república para a lei Aldir Blanc foi publicado no Diário Oficial da União na última quinta-feira (5). O projeto prevê o repasse de R$ 3 bilhões anuais aos estados e municípios para financiamentos de iniciativas culturais durante cinco anos,

Já para a lei Paulo Gustavo, o veto foi publicado no DOU no dia 6 de abril deste ano. A matéria foi criada com o objetivo de destinar 3,8 bilhões para projetos da área cultural afetados pela pandemia, sendo 2,7 bilhões para o setor de audiovisual e 1,06 para ações emergenciais.

Na ocasião, Ruy reforçou e lembrou os mais de R$ 400 mil de emendas destinadas para instituições paraibanas que atuam nas áreas de teatro, promoção e organização de eventos culturais, cursos de formação artística e grupo de danças regionais.


PBAGORA

Postar um comentário

0 Comentários