Reitor da UFPB confirma concurso em 2022 e sinaliza para novo certame em 2023

 


O Reitor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Professor Valdiney Gouveia, anunciou, nesta quarta-feira (18), durante live transmitida pelo canal 43.1 digital da TV aberta e pelo canal da TV UFPB no YouTube, que está mantido o concurso público previsto para este ano de 2022, com previsão para provimento no próximo ano, e ainda sinalizou a possibilidade de realização de mais um concurso em 2023.

O tema foi abordado em entrevista do Reitor ao novo Programa UFPB em Dia, transmitido diretamente dos estúdios da TV UFPB. Conforme disse o Reitor no programa de estreia, os concursos terão vagas para nível médio e superior. Segundo o Prof. Valdiney Gouveia, no início da gestão estimava-se a oferta de 120 vagas, mas após 18 meses à frente da administração, ele já nomeou cerca de 65 pessoas aprovadas em concurso anterior, portanto, atualmente, analisa-se a possibilidade de oferta de, no mínimo, 92 vagas. Já para o próximo ano, ele estima em torno de 72 novas oportunidades.

“Há expectativa e todo um empenho para que, em setembro deste ano, se concretize esse objetivo. A UFPB precisa renovar os seus quadros. É importante renovar, dar oportunidade a jovens que possam contribuir e dar diferentes perspectivas”, disse o Reitor. E ainda de acordo com o Prof. Valdiney Gouveia, havendo vaga em lista de espera, os aprovados em concurso anterior serão chamados.

Por meio da live, que foi transmitida também pelo YouTube da TV UFPB, onde a entrevista fica disponível para quem quiser assistir, os internautas puderam interagir e enviar perguntas para serem respondidas pelo Reitor. Os entrevistadores Marcos Vital e Aline Lins conduziram o bate-papo.

Entre os assuntos abordados na ocasião, destaca-se o investimento na implantação de energia solar na Instituição. Sobre o sistema fotovoltaico e as projeções futuras relacionadas à sustentabilidade energética, o Reitor contou: “Nós da UFPB fomos os pioneiros no Brasil em estudos de energia solar e energias alternativas e renováveis. Instalamos as placas, que vão representar uma economia anual de R$ 200 mil. Em aproximadamente oito meses de instalação das placas, já temos R$ 130 mil de economia”.

O Reitor também citou a parceria com a Huawei, na qual pretende-se desenvolver a segunda maior usina de energia solar da Paraíba e comentou sobre o convênio assinado nesta semana com a Energisa Paraíba, visando a instalação de mais placas solares que resultarão em mais economia para a Instituição, bem como suporte para troca de lâmpadas e serviços elétricos.

“Queremos investir em energia solar, em energias alternativas; em geral, porque isso representará, para a Paraíba, economia e a oportunidade de investir em atividades diferentes como ensino, pesquisa e extensão. É isso que queremos de fato, para que a Universidade possa crescer de forma sustentável”.

Prof. Valdiney também falou sobre a projeção de instalação de uma subestação de energia elétrica na UFPB. A licitação está sendo finalizada. “Representará a economia de, no mínimo, R$ 400 mil reais ao mês. A partir do momento em que a subestação for instalada, ela representará não somente energia segura como também economia para a Universidade. Um marco para a Instituição”, comentou.

Outro ponto abordado na live, a bonificação de 10% na nota do Enem para estudantes paraibanos, também recebeu a atenção do Reitor. A medida foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e implantada como reparo para que os estudantes paraibanos tivessem a oportunidade de ingressar na UFPB.

“Entendemos junto ao Consepe que era possível, viável e importante que tivéssemos a bonificação. Uma decisão acertada e bem sucedida. Pela primeira vez os estudantes paraibanos tiveram a chance de concorrer até em igualdade e contribuir para o crescimento paraibano”, analisou.

Em relação aos investimentos nas áreas de pesquisa, o Reitor mencionou a política de suporte aos pesquisadores que está sendo executada na Instituição, bem como a entrega de equipamentos e computadores, e citou a obtenção de liberação de R$ 7,5 milhões do Fundo de Infra-Estrutura – CT-Infra, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

“Os pesquisadores da UFPB, provavelmente, nunca tiveram em um período de tempo tão curto tantos recursos. Ações vêm sendo feitas para permitir que os pesquisadores tenham, de fato, suporte”, afirmou.

Na ocasião, foi recapitulada a ação de apoio aos laboratórios da Instituição, na qual foi feita a entrega de dez ultrafreezers para fortalecer as atividades de pesquisa, ensino e extensão, e ainda a concessão de 500 computadores a pesquisadores a fim de contribuir para o fortalecimento da pesquisa e da pós-graduação da UFPB, dando suporte à ampliação da sua produção científica. Ambas as iniciativas ocorreram neste ano.

A contento, o Prof. destacou que a equipe está empenhada em desembaraçar verbas direcionadas à pesquisa que estavam retidas desde 2010 e 2014, e lembrou que, no início da gestão, a UFPB garantiu auxílio financeiro em um montante de R$ 5 milhões para pesquisadores.

Outro assunto relevante na live com o Prof. Valdiney foi o andamento das obras na Instituição. Segundo o Reitor, está prevista para os próximos meses a entrega do Laboratório de Química da Instituição e a previsão de entrega do elevador da Reitoria, com capacidade para 13 pessoas, é 19 de julho.

Para os campi localizados no interior do Estado, o Prof. Valdiney citou investimentos de R$ 300 mil destinados para a conclusão do centro administrativo em Rio Tinto e cerca de R$ 1 milhão destinados às obras que estão sendo realizadas no prédio de pós-graduação em Areia.

Outras obras, como a reforma na Escola de Música, o portal do Centro de Tecnologia e Desenvolvimento Regional (CTDR) e ainda o calçamento que interliga o Centro de Informática (CI) ao CTDR e ao Núcleo de Pesquisa e Processamento de Alimentos (Nuppa), estão previstos para os próximos meses.

“A Universidade está em movimento, queremos contribuir ao máximo para que a UFPB, de fato, não fique esse museu de obras inacabadas. Para isso contamos com cada um. Todos que quiserem fazer pela UFPB terão nossos agradecimentos. Para nós, isso é fundamental, para que nossa Universidade cresça”, destacou o Reitor.

No encontro, também foi abordado o investimento em políticas de auxílio estudantil e apoio a empresas juniores. Como explicou o Reitor, no que se refere aos auxílios, houve um aumento de 696 vagas, comparado ao número projetado anteriormente, que era de 1040 beneficiários.

Como forma de apoiar projetos que contribuem para a consolidação e criação de Empresas Juniores, a fim de promover uma cultura empreendedora marcada pelo protagonismo discente, o Prof. Valdiney contou que foi disponibilizado valor total de R$ 80.000.

O fornecimento do ônibus circular à comunidade acadêmica também esteve na pauta e o serviço, gratuito, conforme o Reitor, visa facilitar o deslocamento e melhorar a mobilidade dentro da Universidade. O Prof. também anunciou o edital previsto para ser lançado nos próximos meses que propõe auxiliar escritores na publicação de suas obras, por meio da Editora UFPB.

O Reitor ainda fez o convite para instituições e empresas privadas que desejem realizar alguma parceria com a UFPB e, a esse respeito, relembrou algumas ações realizadas a partir das colaborações que beneficiaram não só a comunidade universitária, como também a população em geral, a exemplo da campanha de doação de sangue, do natal solidário, da corrida do servidor, da distribuição de donativos à Bahia e doação de livros à população.

Outras ações como estas estão previstas e o Reitor afirmou: “Nós temos vida na UFPB e queremos compartilhar essa vida com vocês. Queremos que a Universidade esteja presente nos municípios. Todos são bem-vindos a estar conosco e apreciar tudo de melhor que podemos oferecer em termos de arte, dança e cultura”, frisou o Reitor.

O Reitor Valdiney Gouveia ressaltou as oportunidades que a UFPB oferece em todas as áreas. “São 130 cursos de graduação, mais de 100 de pós-graduação. Que a cada dia mais venhamos estar unidos em prol de uma causa, em prol da Universidade Federal da Paraíba”, disse.

Durante a live, o Reitor também anunciou o novo programa de entrevista da UFPB, o UFPB em Dia, voltado para a difusão das ações da Universidade, do conhecimento e fortalecimento da Instituição. A live está salva no canal do YouTube da TV UFPB.

PB Agora

Postar um comentário

0 Comentários