Defesa Civil de Cabedelo registra média de 127 mm de chuva em quatro dias

 



Desde o domingo (22), Cabedelo vem enfrentando episódios de fortes chuvas e ventania. A Defesa Civil da cidade está em alerta e já iniciou um trabalho de mapeamento das áreas mais críticas, não registrando ocorrências graves.

Cabedelo é uma das cidades paraibanas que recebeu alerta amarelo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o que representa perigo potencial de chuvas para esta quarta-feira (25) até as 16h.

Nos últimos quatro dias, a Defesa Civil de Cabedelo registrou índice de 127,2 mm de chuvas no total. Só na madrugada desta quarta-feira (25), foram 76,2 mm de água.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) alertou a Defesa Civil para possibilidade de ocorrência de inundação do Rio Paraíba e seus afluentes, nas áreas ocupadas da planície de inundação.

“Por conta disso, vamos, junto à Secretaria de Assistência Social, visitar as famílias que moram nas ruas ribeirinhas para alertá-las e, se necessário, fazer a remoção das quem possam estar correndo risco. Tudo pensando em resguardas suas vidas e mantê-las em segurança”, disse o secretário da Defesa Civil de Cabedelo, Gaston Neto.

As equipes da Defesa Civil de Cabedelo estão nas ruas, nos pontos mais críticos – do Parque esperança, na comunidade Haiti, até Ponta de Matos, em Miramar – realizando trabalho preventivo de retirada de lixo na entrada das bocas de lobo, buscando dar mais vazão às águas.

Ações como drenagem de ruas e instalação de bueiros inteligentes (que filtram o lixo), além de investimentos constantes no trabalho preventivo durante todo o ano, resultam em poucas ocorrências graves e preocupantes durante o período chuvoso na cidade que, por ser no mesmo nível do mar, sempre sofreu com alagamentos nos anos anteriores.

Além disso, o trabalho de drenagem e asfaltamento que a Prefeitura vem realizando ao longo dos últimos 4 anos resultou no fim de alagamento em pontos que antes eram críticos e recorrentes desse tipo de situação, como as ruas do Centro, praia do Poço e Recanto do Poço.

“Mesmo com a forte chuva que vem caindo na cidade, só observamos uma ocorrência grave , nesta quarta-feira. Interditamos o prédio do SindConpetro, na lateral do Hospital Municipal. Devido ao vento forte, a estrutura coberta de ferro se desprendeu, comprometendo a estrutura predial. De imediato, foram retirados todos os caminhões tanques e demos um prazo de 24h para que seja feita a remoção do telhado. Fora isso, nada observamos nenhuma ocorrência preocupante nas ruas, de alagamento e desabamentos, por exemplo. E acreditamos que isso tenha a ver com o trabalho de prevenção que nossa equipe realiza durante todo o ano, bem como a uma gestão preocupada em manter a cidade segura. Nossa equipe segue alerta e trabalhando para que a cidade siga sem problemas e a população em segurança. Nosso pessoal está nas ruas, retirando lixos na entrada das bocas de loba e nossas máquinas estão realizando o desassoreamento para a água não acumule. A população pode se manter tranquila, pois estamos atuando para que não hajam ocorrências graves nesse período”, garantiu Gaston Neto.

Para acionar a Defesa Civil de Cabedelo, a população pode utilizar o telefones (83) 3228.1773 ou o número de emergência 199.

Sistema de alertas via SMS – Desde o ano passado, a Prefeitura Municipal de Cabedelo desenvolve o Sistema de Alertas de riscos para ocorrências climáticas. A iniciativa buscar avisar a população sobre iminências de chuvas fortes, alagamentos, desabamentos e outras situações que possam causar acidentes.

O Sistema funciona via SMS enviado para usuários cadastrados. Para ter acesso, basta uma mensagem com o CEP da rua para o número 40199. O CEP pode ser enviado em qualquer formato (ex:58045720, 58045-720).

Se o endereço for aceito, o usuário receberá uma mensagem de confirmação e já começa a receber os alertas para a região cadastrada. Todo o procedimento ocorre de forma gratuita e o envio de CEPs é ilimitado, podendo ser cadastrado 1 ou mais endereços em um mesmo número de celular.

Orientações – Nesse período de chuvas e ventania, a população deve redobrar a atenção. Nuvens carregadas, trovões e ventos fortes já são sinais de que fortes chuvas estão a caminho, sendo necessário mais cautela por parte de todos.

A primeira medida de prevenção é sempre não jogar lixo nas ruas, evitando o entupimento dos bueiros e o consequente alagamento das ruas. Evitar locais que ofereçam riscos à integridade física, como áreas de alagamento, árvores e barrancos; e ficar sempre atento à previsão do tempo também são algumas das medidas de segurança aconselhada pela Defesa Civil.

“É importante termos em mente, também, procedimentos que possam ser adotados antes da emergência, como uma saída rápida do local, caso o cidadão resida próximo a áreas de risco. Ao dirigir, aumente a distância do carro à frente, não atravesse locais com água acima do meio-fio, conheça pontos de riscos e tenha sempre em mente rotas alternativas”, aconselhou o secretário Gaston Neto.

PB Agora

Postar um comentário

0 Comentários