Bruno diz que PSD foi dissolvido e que espera conversa com grupo Ribeiro

 O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), afirmou que não há participação partidária desde que a senadora Daniella Ribeiro assumiu a presidência do PSD na Paraíba. Ele disse que “o partido foi dissolvido” e que não tem contato com a nova montagem.

De acordo com Bruno, desde a nova realidade do partido, os encontros entre os integrantes foram apenas em espaços públicos.

Ele considerou, em entrevista a uma emissora de rádio, que o ato de intervenção no PSD poderia ser compreensível se fosse outra pessoa, mas não com o ex-prefeito Romero Rodrigues, hoje filiado ao PSC.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

Bruno salientou que Romero encampou a campanha de Daniella Ribeiro para senadora e a atitude de tomada da presidência do partido chama a atenção.

Sobre a relação com a família Ribeiro, Bruno lembrou que a aliança leva em consideração várias condições. Ele frisou que, de sua parte, sempre houve o interesse de ter uma relação respeitosa, mas depende apenas deles.

O gestor ainda declarou que espera uma “conversa adulta e madura” de grupo para que os rumos da aliança sejam definidos com clareza.

“Até agora a gente não tem uma confirmação se eles vão sair da oposição ou vão ficar. Em uma semana Daniella diz que são oposição e na outra Aguinaldo participa de reunião com prefeitos em Brasília. A gente precisa de uma posição pública, sobre se vai manter, ou não vai manter, se nós vamos caminhar junto. Se é para atar ou desatar, que seja feito de forma maiúscula”, colocou.


PARAIBA ONLINE

Postar um comentário

0 Comentários