Acusado pela morte de Expedito Pereira é preso no Rio Grande do Norte

 

Ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, foi assassinado a tiros em João Pessoa

O terceiro acusado de ter participado do homicídio do ex-prefeito de Bayeux e ex-deputado estadual da Paraíba Expedito Pereira foi preso nessa quarta-feira (11). Gean Carlos da Silva Nascimento estava foragido desde dezembro de 2020. Expedido foi morto após ser baleado quando andava sozinho pelo bairro de Manaíra em João Pessoa logo após as últimas eleições municipais.

Segundo os advogados Daniel Alisson e Mirella Cristina, familiares de Gean Carlos os procuraram para comunicar que o acusado havia decidido entregar-se e estava se dirigindo para João Pessoa a fim de se apresentar à justiça. Contudo, ao ser abordado pela Polícia Militar do Rio Grande do Norte, verificou-se que existia mandado de prisão em aberto em desfavor do paraibano, que recebeu voz de prisão naquele momento.

Os advogados de defesa de Gean informaram ao Portal MaisPB que estão acompanhando o caso junto as autoridades policiais e aguardam a entrega do acusado à justiça Paraibana. “Desde o início desde processo que Gean tem total interesse em se apresentar e colaborar com à justiça para encerrar o que considera um mal-entendido sobre sua participação no homicídio”, disse Daniel Alisson.

MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários