Período chuvoso aumenta risco de arboviroses em Campina Grande

 

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O diretor de Vigilância em Saúde de Campina Grande, Miguel Dantas, falou em entrevista a uma emissora de rádio sobre a proliferação do mosquito Aedes Aegypti e aumento de casos de arboviroses no período chuvoso.

“Esta sazonalidade, que é a mudança de clima, é favorável para o aumento. Todos os anos tem este fenômeno de aumento em virtude da chuva, da umidade e do sol. Para casos de dengue, temos 2,41 indivíduos por 100 mil habitantes. Para zika tivemos cinco casos confirmados e para chikungunya 61 foram confirmados”, disse.

A população deve eliminar criadouros do mosquito fechando os reservatórios de água nas casas, não deixando acumular água em vasos de plantas, lajes, piscinas, lonas de cobertura e telhados.

A picada do Aedes pode provocar doenças como dengue, febre amarela, zika e chikungunya.


PARAIBA ONLINE

Postar um comentário

0 Comentários