Anvisa aumenta proibição a chocolates da Kinder

 

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu ampliar a lista de chocolates da Kinder com proibição de vendas no Brasil. A partir desta quarta-feira (27), ficam restritos todos os produtos da linha Kinder Choco-Bons fabricados na Bélgica e importados ao país por suspeita de contaminação por salmonela.

Os produtos fabricados pela Ferrero (fabricante dos chocolates Kinder) no Brasil não são afetados pela decisão.

A Ferrero iniciou o recolhimento voluntário dos lotes de produtos, por isso, o consumidor que tiver comprado precisa checar se ele foi fabricado na Bélgica. Caso a pessoa tenha produtos dessa procedência, a Anvisa orienta que ela entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da Ferrero para que seja feito o recolhimento.

A Ferrero do Brasil informou, em comunicado ao G1, que “não comercializa o produto no país”, mas que “tomou conhecimento” de uma empresa terceira “com a qual não mantém relação comercial” e que importou “de forma independente” os chocolates Schoko-Bons. Mesmo assim, ela diz que vai fazer “o recolhimento voluntário” dos produtos.

O problema teve início na fábrica da Bélgica, quando autoridades determinaram que produtos vendidos em diversos países da Europa fossem retirados dos mercados após uma suspeita de contaminação pela bactéria. A fábrica belga responde por cerca de 7% do volume global total de produtos Kinder.

MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários