Secretário de Saúde de Lucena é exonerado após vacinação errada em crianças

 

O prefeito de Lucena, Leo Bandeira (Solidariedade), exonerou o secretário de Saúde do município, Antônio Paulo, nesta segunda-feira (17). A demissão, oficialmente registrada como a pedido, acontece em meio à revelação de que crianças entre cinco e 11 anos foram vacinadas com doses da Pfizer destinadas a adultos e adolescentes com mais de 12 anos.

O Portal MaisPB tentou contato com o agora ex-chefe da Saúde da cidade, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. O prefeito também não atendeu às ligações da reportagem.

Apesar de não ter sido especificado a quantidade de doses aplicadas pela técnica de enfermagem, a Secretaria Estadual de Saúde avalia que ao menos 60 crianças foram imunizadas antes de chegarem as vacinas destinadas ao novo público.

O caso também está sendo investigado pelo Ministério Público Federal (MPF). Ao órgão, a profissional de saúde afirmou que recebeu orientação para aplicar a vacina em crianças, diferente do que disse a Prefeitura de Lucena, que, em nota, garantiu que ela agiu por contra própria.

Em contato com o MaisPB, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou  que aguarda a apuração das circunstancias para poder avaliar que tipo de ações será tomada em relação ao caso.

MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários