Prefeitura rebate técnica de enfermagem e diz que não mandou vacinar crianças

 

Prefeito Leo Bandeira (foto: Instagram)

A Prefeitura de Lucena, na Região Metropolitana de João Pessoa, rebateu, nesta segunda-feira (17), declarações da técnica de enfermagem que vacinou crianças contra a Covid-19 com doses inadequadas para a idade.

A profissional de saúde afirmou durante a manhã em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF) que havia recebido orientação da Secretaria Municipal de Sáude para vacinar as crianças de um assentamento da Zona Rural da cidade.

Em nota, a Prefeitura alega que a orientação era para vacinar os públicos alvos tendo em vista que os imunizantes voltados para as crianças ainda não haviam chegado.

A Prefeitura também diz buscar esclarecimentos sobre a afirmação da técnica de enfermagem de que não havia passado por um treinamento para poder aplicar o imunizante.

Confira nota

A Prefeitura Municipal de Lucena, vem através desta, esclarecer matéria veiculada em alguns portais sobre depoimento da técnica de enfermagem que aplicou as doses de vacina contra Covid para adultos em crianças. Para que se estabeleça a verdade, é preciso deixar bem claro, que a recomendação da coordenação da vacinação foi de aplicar a vacina em todos do público-alvo da campanha, e não em crianças como a técnica relatou em seu depoimento. Tal afirmativa da técnica de enfermagem não se justifica, tendo em vista que as vacinas pediátricas sequer tinham sido aprovadas e enviadas para o município.

Outro ponto que precisa ser esclarecido a partir do próprio depoimento dado pela técnica de enfermagem ao Ministério Público diz respeito ao treinamento. Em sua fala, ela alega não ter recebido a capacitação, mas diz que houve um curso online e que não compareceu porque estava acompanhando a mãe no hospital.

Por fim, a Prefeitura reforça o compromisso com a população e segue acompanhando o caso e dando o suporte para o que for necessário.

MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários