Ex-governador não acredita em rompimento do MDB com João Azevêdo

 

Foto: Ascom

Foto: Ascom

O ex-governador da Paraíba, Roberto Paulino, pai do deputado estadual Raniery Paulino, considerou um fato normal a entrega do cargo, que Ana Cláudia, esposa do presidente estadual do MDB, senador Venezinao Vital do Rêgo, ocupava na administração estadual, uma vez que ela pretende disputar uma vaga no Parlamento estadual ou federal.

Conforme Paulino, o ato não significa um rompimento político do MDB com o governador João Azevêdo (Cidadania), mas que se fazia necessário a desincompatibilização para ela ter tempo de articular apoios e conseguir adeptos para o seu projeto eleitoral, além de ajudar o partido a ter bons quadros no sentido de se fazer uma boa bancada no pleito de outubro.

“Isso é muito normal e acontece em todas as esferas e outros secretários também podem deixar seus cargos. Nesse período eleitoral isso é plenamente aceitável e não significa rompimento, até porque já havia essa previsão da secretária Ana Cláudia de deixar o cargo”, disse.

Paulino disse ainda que Azevêdo externou que a conversa que teve com Veneziano e Ana Claúdia foi boa e que não se tratou de rompimento.

“Então, o senador Veneziano continua dentro da base aliada do governador João Azevêdo. Eu espero que isso continue e que possamos estar juntos nestas eleições e nas próximas, para o bem da Paraíba e do meu partido, o MDB”, enfatizou.


PARAIBA ONLINE

Postar um comentário

0 Comentários