Campina Grande: alerta sobre período propício para arboviroses

 

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O diretor de Vigilância em Saúde de Campina Grande, Miguel Dantas, pediu a colaboração da população em relação à contenção das chamadas arboviroses e outras doenças relacionadas ao acúmulo de água parada.

Em entrevista à Rádio Caturité FM ele disse: “Nesse momento, o município, principalmente a Vigilância em Saúde, não pode se dar ao luxo de estar monitorando Covid-19 e esquecer de outros agravos, que são mais de 46, incluindo as doenças causadas por mosquitos como o Aedes aegypti”.

Miguel destacou que este é um período propício para a proliferação desses mosquitos e também de eclosão de ovos, tendo em vista o aumento da umidade, as chuvas e o sol.

“Pedimos à população que redobre os cuidados em relação àquilo que ela já vem fazendo […] Mantendo a vigilância da própria casa, da calha, do quintal, do jardim, do lixo que é colocado na hora certa, isso diminui muito os casos, é uma parceria imensa do usuário”, pontuou.

Por fim, ele destacou que alguns sintomas podem ajudar a diferenciar a dengue da zika e chikungunya, uma vez que a primeira, normalmente, é acompanhada de manchas no corpo e dor retro-ocular e as outras com manchas menores e dores nas articulações. No entanto, reforçou que o profissional médico pode fazer essa diferenciação de forma efetiva.


PARAIBA ONLINE

Postar um comentário

0 Comentários