BBB 22: Irmão de cantora critica uma das participantes

 

Foto: Reprodução/Instagram

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O cantor sertanejo João Gustavo, irmão da cantora Marília Mendonça, que morreu em um acidente aéreo em novembro do ano passado, criticou Naiara Azevedo, que está confinada no Big Brother Brasil 22, neste sábado (15) nas redes sociais.

Ele disse que não vai aceitar ninguém se promovendo usando o nome da irmã.

“Todo mundo já sabia que você entraria no BBB para se promover, e eu sei que você não vai tirar o nome da minha irmã da boca, então eu vou fazer de tudo para que você não fique dentro dessa casa”, escreveu o cantor nas redes sociais.

A reação de João Gustavo à participação de Naiara no BBB ocorre após ela ter anunciado antes de entrar no reality, em entrevista ao jornal Extra, que lançaria uma música em parceria com Marília Mendonça no início de 2022.

Neste sábado, João Gustavo compartilhou uma notícia sobre o lançamento da música e comentou: “Parabéns Naiara isso eu já sabia, você nunca enganou ninguém”.

Ele acrescentou em outra postagem: “Eu não vou aceitar não gente, ninguém vai ganhar em cima dela não”, escreveu o irmão.

Marília Mendonça, conhecida como a rainha da sofrência e uma das maiores vozes da música brasileira contemporânea, deixou várias parcerias prontas com outros artistas antes de morrer no acidente aéreo.

Em dezembro, a cantora Dulce María, ex-integrante do RBD, lançou o clipe de um feat póstumo da música “Amigos con Derechos”, que gravou a distância com Marília.

“Eterno e lindo. Obrigado, Marília, por sua generosidade, seu coração tão grande, sua humildade, por cantar comigo, por capacitar outras mulheres, incluindo eu. E obrigada por este grande presente que me deixou para compartilhar com as pessoas antes de partir”, disse Dulce María.

Zezé Di Camargo disse em novembro para a apresentadora Ana Maria Braga, do Mais Você (Globo) que entregaria a gravação da participação de Marília Mendonça no projeto de 30 anos da dupla com Luciano para a mãe da cantora, Ruth Moreira. Ele explicou que se sentia incomodado e que só cabe à família decidir o que fazer com o material.


PARAIBA ONLINE COM FOLHAPRESS

Postar um comentário

0 Comentários