Duas votações, desistências e fraude: saiba tudo da eleição no Senado


Portal MaisPB fez neste sábado (02) uma cobertura especial da sessão que escolheu o novo presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM).  Direto de Brasília, o repórter Wallison Bezerra e o comentarista Heron Cid trouxeram as últimas notícias e os bastidores da votação, que aconteceu de maneira turbulenta na Casa.
A votação foi encerrada após mais de oito horas de sessão. Os parlamentares Renan Calheiros, Jardes Barbalho, Maria do Carmo e Eduardo Braga não votaram.
De maneira surpreendente, o senador Renan Calheiros resolveu desistir de sua candidatura para a presidência do Senado.  Com a desistência do emedebista, parlamentares pedem uma nova eleição, que seria a terceira.  José Maranhão, que conduz a sessão, optou por continuar a segunda votação. Parlamentes paraibanos votam.
Daniella e Veneziano vão até a mesa votar. (Foto: Wallison Bezerra/ MaisPB)
Com a mudança inesperada, há novas definições entre partidos, que rapidamente se reúnem para discutir escolha de voto.
(Foto: Wallison Bezerra/MaisB)
Assista o comentário de Heron Cid:
Foi iniciada uma nova votação após mais de seis horas de sessão no plenário. Os parlamentares optaram por destruir todas as cédulas utilizadas para a votação da presidência no Senado. Eles discutiram se houve fraude na eleição. Isso porquê, foram encontrados 80 envelopes com 80 cédulas, além de duas cédulas avulsas na urna. Os parlamentares divergiram entre realizar uma nova votação ou descartar as cédulas avulsas.
Os senadores paraibanos José Maranhão (MDB), Veneziano Vital (PSB) e Daniella Ribeiro (Progressistas) votaram em plenário. Durante a votação, Daniella afirmou estar decepcionada com trâmite de votação.
“Chego no momento que pensei que fosse o master da minha vida pública, onde lamentavelmente tenho que provar, mostrando o voto, quando eu sempre me acostumei com minhas palavras”, desabafou a paraibana.
Em discurso, Renan Calheiros admite que recebeu uma ligação do presidente Jair Bolsonaro  (PSL), em que agradeceu o desejo de ‘melhoras’. Ainda segundo Renan, Bolsonaro afirmou que posteriormente ligaria para novamente para conversar com o emedebista. “Eu estava em reunião com o MDB e ninguém soube disso”, afirmou.
Assista:
Inicialmente, os candidatos à Presidência do Senado eram Renan Calheiros (MDB), Davi Alcolumbre (DEM), Fernando Collor (PROS), Reguffe (Sem Partido), Angelo Coronel (PSD), Espiridião Amim (Progressistas) e Simone Tebet (MDB), Álvaro Dias (Podemos) e Major Olímpio (PSL).
Álvaro Dias, Major Olímpio e Simone Tibete retiraram seus nomes da disputa para beneficiar Davi Alcolumbre.  Já Amim, manteve sua candidatura e chamou de ‘mentira’ a especulação de que sua candidatura beneficia Calheiros.
Em discurso na tribuna, Alcolumbre oficializou sua candidatura e afirmou que não é mais necessário ‘mais do mesmo’. O parlamentar ainda falou sobre a autonomia do Senado e a capacidade do país em vencer a crise econômica.
(Foto: Heron Cid/MaisPB)
Daniella Ribeiro formaliza indicação do senador Espiridião Amin para presidência do Senado Federal pelo Progressistas
A senadora Daniella Ribeiro (Progressistas-PB) apresentou a candidatura do senador Espiridião Amin (Progressistas-SC) para a Presidência do Senado Federal, em sessão plenária realizada neste sábado (2). Como líder do partido na Casa, Daniella entregou ofício de indicação de candidato no processo de escolha do novo presidente.
O nome de Espiridião Amin foi indicado através de ofício apresentado ao presidente da sessão, senador José Maranhão.
(Foto: assessoria)
Neste momento, o senador José Maranhão (MDB) conduz a sessão que em breve, escolherá o novo presidente do Senado.  O parlamentar se encontra no ‘centro’ da polêmica, que se estende desde ontem.
(Foto: Wallison Bezerra/MaisPB)
Antes do início da sessão, o Portal MaisPB flagrou os senadores Renan Calheiros (MDB) e Davi Alcolumbre (DEM) abraçados, em um momento de confraternização. A imagem é simbólica e surpreendente, já que durante a sessão que deu posse aos senadores e também tentou eleger o presidente da Casa, Renan e Davi trocaram farpas e discutiram fervorosamente.
(Foto: Heron Cid/Portal MaisPB)
MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários