Cuidados podem aumentar chances no empreendimento, diz analista

Mapeamento de objetivos, redução de incertezas e viabilidade do planejamento são os benefícios de um bom plano de negócios
   
COMPARTILHE
Oportunidade de negócio e boa demanda são importantes para que um empreendimento seja bem sucedido, mas ter um bom plano de negócios é fundamental para diminuir riscos e incertezas e pode definir o sucesso de uma empresa. Assim, a ferramenta pode ser utilizada antes de abrir um empreendimento, para uma ação mercadológica ou ampliar uma unidade de negócio. Mapeamento de objetivos, redução de incertezas e viabilidade do planejamento são os benefícios de um bom plano de negócios.
De acordo com a analista técnica do Sebrae Paraíba, Márcia Timótheo, planejar é um dos passos mais importantes para o empreendedor. “Com o planejamento, o empreendedor pode entender melhor a realidade em que está inserido, tem a oportunidade de antecipar-se aos possíveis erros e conhecer os pontos fracos e fortes do negócio, de modo a conseguir determinar quais estratégias serão adotadas em diferentes momentos, sobretudo para planejamento de ações futuras e chegar ao mercado com mais segurança e conhecimento”, explicou.
Por isso, é essencial que o empresário ou potencial empreendedor tenha atenção a cuidados como pôr a ideia no papel e refletir sobre a natureza do negócio, especialmente para verificar se ele é viável ou não. Tudo isso deve ser feito levando-se em consideração itens como estratégia, mercado, operações e gestão financeira. “Ao refletir sobre a natureza do negócio, o empreendedor deve considerar os objetivos, o modelo, a estratégia empresarial adequada, a estrutura e os recursos necessários, bem como a análise da viabilidade econômico-financeira do empreendimento e a melhor forma de financiamento”, frisou Timótheo.

Público

Além disso, o empreendedor deve ser bastante realista ao montar o plano de negócios e não pode esquecer uma identificação fundamental: o público-alvo. “É importante buscar informações detalhadas sobre quem é esse cliente, onde ele se encontra, como ele se comporta e o que ele busca no mercado. O levantamento dessas informações pode ser feito por meio da elaboração de questionários, entrevistas e conversas com clientes potenciais ou por análise da concorrência. As informações coletadas vão traçar um retrato do mercado e indicar se a empresa está indo na direção do que desejam os futuros clientes. Os resultados vão ditar as ações de promoção e marketing para a empresa conquistar o público logo no início da atuação”, salientou a analista do Sebrae Paraíba.
Ao buscar o apoio do Sebrae, o cliente entra em contato com diversos tipos de planos de negócios, entre eles o Canvas. Trata-se de um modelo simplificado e de fácil entendimento, voltado a como a empresa vai criar valor para os potenciais clientes. A estrutura desse modelo pode ser elaborada numa folha de papel A4 dividida em nove blocos a serem preenchidos com informações sobre segmentos de clientes; relacionamento com o cliente; canais de vendas; oferta de valor; atividades-chave; recursos-chave; parceiros; estrutura de custos e fontes de receita.FERNANDO COUTINHO POSTOU. NAÇÃORURALISTA

Postar um comentário

0 Comentários