Cartaxo manda indireta para João: 'ninguém diz o que eu tenho que fazer'

Foto: Reprodução
Nesta quinta-feira (10), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), comentou a polêmica envolvendo seu irmão, Lucélio Cartaxo (PV), nomeado para a chefia de Gabinete da Prefeitura. Na sua réplica, Luciano aproveitou para mandar uma indireta para o governador João Azevêdo (PSB), adversário que derrotou seu parente nas eleições estaduais.
“Ninguém diz o que eu tenho que fazer, ninguém manda os nomes para eu poder assinar, então eu procuro fazer isso com muita tranquilidade, ouvindo todo mundo para capacitar, melhorar, fazer com que a gente apresente cada vez melhor resultado”, declarou dando a entender que a gestão de Azevêdo seria regida por seu antecessor, Ricardo Coutinho (PSB).
Cartaxo ainda negou que tenha havido nepotismo e elencou os motivos que o fez escalar Lucélio: “o nome dele está posto porque tem experiência de gestão, experiência política, idoneidade moral para ocupar qualquer cargo público. O Supremo Tribunal Federal, que é a mais alta instância, dá guarita à nossa decisão”.  

Yves Feitosa/Fernando Braz

Postar um comentário

0 Comentários