Vigiliante é encontrado morto na BR 101, em João Pessoa

Foto: Flávio Fernandes / Paraíba.com.br
O vigilante Giuliano Gemma Marinano da Silva, 44 anos, foi assassinado na BR-101, em João Pessoa, quando retornava do trabalho na cidade de Conde, no Litoral Sul do estado. O corpo dele foi encontrado jogado na estrada e por pouco não foi esmagado por uma carreta. Câmeras de segurança de uma loja de eletrodoméstico podem ajudar a elucidar o crime.
Conforme os familiares, ele tinha deixado o trabalho por volta das 3h da madrugada deste domingo (2), quando teria sido interceptado por bandidos. A primeira suspeita é de que os criminosos queriam roubar a arma dele, já que ele trabalhava na empresa de segurança Combate.
“Como ele não estava portando a arma porque é proibido trazer para casa, os bandidos podem ter atirado contra ele. Foram atrás do alvo errado. O corpo foi encontrado na BR-101, no sentido Recife-João Pessoa, pelo motorista de uma carreta que por pouco não passou por cima do corpo. Giuliano foi morto com três tiros”, disse um primo do vigilante.
Nenhum pertence da vítima foi levado. A moto foi encontrada perto do corpo e o celular do vigilante foi apreendido pela polícia para ser periciado. Giuliano Gemma era morador da cidade de Bayeux e tinha dois filhos. Ele não possuía antecedentes criminais.
O velório acontece em uma casa funerária da Av. Liberdade, em Bayeux e o enterro acontece no final da tarde deste domingo (2), no cemitério da cidade.
Portal do Litoral 

Postar um comentário

0 Comentários