Saúde realiza abertura das ações alusivas ao Dezembro Vermelho

A Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba (SES) realizou, na manhã desta segunda (03), a abertura oficial das ações alusivas ao Dezembro Vermelho. O evento aconteceu no hall de entrada da SES e contou com a presença da médica infectologista Dra. Joana Darc Frade, apresentando a palestra “As novas faces da AIDS”. Em 2018, o Dia Mundial da luta contra a AIDS completa 30 anos.
Em sua fala de abertura, a gerente operacional de IST/AIDS da SES, Ivoneide Lucena, disse que o maior objetivo das ações educativas é barrar a transmissão de pessoa pra pessoa, principalmente na relação sexual. “Que esse seja um dezembro em que possamos fortalecer essas ações e que, não só durante este mês, mas o ano todo, como Secretaria de Estado da Saúde, nós possamos fortalecer esse cuidado para o diagnóstico precoce, para a ampliação do cuidado integral e que a gente consiga tratar de forma humanizada para que as pessoas que vivem com HIV hoje na Paraíba sejam bem atendidas”, pontuou.
Para a Dra. Joana Darc, a face da AIDS hoje que mais preocupa é a população jovem que não viveu a doença nos anos 80 e 90. “Esses jovens não viveram a ‘era Cazuza’, então eles banalizam e se recusam a fazer a testagem rápida ou se acham imunes ao vírus. Não tem nada demais fazer o teste de HIV, qualquer pessoa que é sexualmente ativa está exposta ao risco”, afirmou.
A médica também explicou que a pessoa pode permanecer como portador do vírus e nunca vir a adoecer, desde que tenha um tratamento e um acompanhamento adequado. “As ações são exatamente voltadas para a prevenção e para tratar quem eventualmente esteja contaminado, para não adoecer e para evitar que a transmissão se propague para outras pessoas”, completou.
A secretária executiva da Saúde, Maura Sobreira, também esteve presente ao evento e ressaltou que a Paraíba foi um dos primeiros estados a fazer o treinamento e a disponibilizar as ações de testagem rápida nos programas de saúde da família.
“Todos os 223 municípios têm alguma referência para testagem rápida e isso resultou em um aumento da detecção, o que ajuda muito na prevenção da doença. Enfim, educação e saúde, diagnóstico, tratamento e apoio, é assim que a gente vem estruturando as nossas ações para que elas possam ser mais efetivas”, pontuou.
Secom-PB 

Postar um comentário

0 Comentários