Juíza suspende eleição de Geusa Ribeiro na Câmara de Cabedelo


A juíza Teresa Cristina de Lyra Pereira Veloso acatou, na tarde desta segunda-feira (3), mandado de segurança impetrando por um grupo de vereadores e suspendeu os efeitos da resolução que garantiu a ascensão da vereadora Geusa Ribeiro à presidência da Câmara Municipal de Cabedelo para o biênio 2019/2020.
Com a ascensão ao comando da Câmara, Geusa, que atualmente preside o legislativo municipal de forma interina, assumiria o comando da Prefeitura de Cabedelo a partir de janeiro até a realização da eleição suplementar determinada pelo TRE-PB para acontecer em março.
Entenda o caso 
A atual presidente da Câmara de Cabedelo, Geusa Ribeiro, convocou uma coletiva de imprensa na última semana para esclarecer sobre o projeto, de autoria do vereador José Eudes (PTB), que foi aprovado em plenário e lhe reconduz para Presidência da Casa a partir de janeiro.
Com a renúncia do ex-prefeito, Leto Viana (PRP), e a morte do vice-prefeito, Flávio Oliveira, o cargo de prefeito está em vacância e é automaticamente exercido pelo presidente da Câmara, até que ocorrem as eleições suplementares no município, marcadas para março.
Atualmente, Vitor Hugo (PRB) exerce o cargo de forma interina. Porém, a partir de 1º de janeiro de 2019, a função será exercida pelo novo presidente da Câmara, que no caso seria Geusa Ribeiro, seguindo a resolução que foi aprovada em plenário.
Paraiba.com.br 

Postar um comentário

0 Comentários