Romero descarta administrar Escola Redentorista

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), lamentou, nesta quinta-feira (8), o fechamento da Escola Técnica Redentorista (ETER).
Apesar disso, o tucano afirmou que mesmo com apelos para que Prefeitura passe a administrar a escola, tal proposta não é viável. Ele aproveitou para criticar o Governo do Estado e atribuiu à gestão Ricardo Coutinho (PSB) parcela de contribuição para o fechamento da escola.
Sobre a municipalização da escola, o prefeito afirma que o processo não é simples, já que seria necessário um volume elevado de recursos para mantê-la. Ele ressalta compromisso com o equilíbrio financeiro da prefeitura, mas se dispôs a auxiliar, inclusive politicamente, para uma possível federalização.
MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários