Pesquisadora da UFCG dá dicas para se descobrir o tema da redação do Enem

Pesquisadora da UFCG dá dicas para se descobrir o tema da redação do Enem
Violência contra a mulher, preservação da Amazônia, movimento migratório. Estes foram alguns dos temas cobrados nas Redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ao longo desses 20 anos de aplicação. Mas, quem corrige as provas quer mesmo identificar quais as habilidades e competências de leitura e criticidade dos participantes, que estão além da Gramática e da fórmula ‘introdução-desenvolvimento- conclusão’ que preenchem as 30 linhas desta etapa da prova. A “nota mil”, que tantos buscam, é também o resultado do cidadão que está saindo da Educação Básica.


A pesquisadora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Denise Lino, falou sobre a importância da discussão de assuntos que permeiam os temas das Redações não só na preparação dos estudantes para o Enem, mas na formação dos alunos fundamentada no protagonismo juvenil.

“Ao longo dos últimos 10 anos os temas da Redação do Enem se constituíram em um observatório de costumes e de propostas da sociedade brasileira. A discussão de temas de natureza ética, política e social têm uma enorme importância e esses temas não podem deixar de ser debatidos, seja nas diversas instâncias sociais, seja no Enem. Neste Exame, isto é feito com base no fundamento do protagonismo juvenil. Isto é muito pedagógico e desafiou não só os candidatos mas toda a sociedade a pensar sobre esses temas”, explicou a professora.

Alunos do ISO Colégio e Curso, Amanda Máximo e Pedro Henrique estão em busca da aprovação no curso dos sonhos de cada um e também na disputa pela pontuação máxima na Redação.

Mas, o caminho até a nota mil está recheado de leituras diárias. “A gente é bombardeado durante o ano inteiro com diversos temas e a leitura faz parte do dia de qualquer aluno que quer fazer o Enem”, comentou Amanda, que tenta uma vaga para Medicina. Já Pedro Henrique, que busca uma das vagas para o CFO-Bombeiro, afirmou que as leituras deixaram aprendizados para além da prova de redação. “Nem sempre a gente tem o conhecimento de todos os temas. E ai nessa preparação a gente ganha um conhecimento a mais e são coisas que ficam para vida”, destacou.
Pbagroa

Postar um comentário

0 Comentários