Fogo atinge Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio


Um incêndio destruiu, na tarde deste sábado (3), parte do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca - uma das maiores emergências da Zona Oeste do Rio de Janeiro.
As chamas começaram pouco antes das 16h no segundo andar da Coordenação de Emergência Regional da Barra, que compõe o complexo do Lourenço Jorge.
Uma enfermeira que não quis se identificar contou por telefone que vários profissionais do Lourenço Jorge saíram correndo em direção à CER para ajudar os pacientes que estavam lá dentro.
Não tem ninguém ferido gravemente até agora, segundo ela.
"Todo mundo saiu correndo pra ajudar. Os pacientes estão sendo levados para outras alas, estamos organizando as pessoas aqui nos corredores", diz.
Bombeiros também não tinham registro de feridos até as 16h45.

Unidade superlotada

Um socorrista de ambulância falou que o fogo começou por volta das 15h40 e em 10 minutos já tinha acabado com quase tudo. Ele participou do resgate dos pacientes que estavam no local. Segundo profissionais da UPA, o local estava superlotado, com aproximadamente 300 pessoas.
Segundo eles, a ajuda de médicos, socorristas, maqueiros foi essencial para que conseguissem remover todas as pessoas com segurança até os bombeiros chegarem.
"Sempre trabalhamos no limite, sem condições. Se não fosse essa ajuda, seria uma tragédia gigante. Tinha muita gente lá dentro, pessoas acamadas, pessoas entubadas. Levamos todo mundo para o Lourenço Jorge que já estava lotado".

Triagem

A CER funciona como uma porta de entrada do hospital: os pacientes de urgência e emergência clínica são atendidos lá, e os casos de trauma ou cirurgia são encaminhados para o hospital.
O fogo começou no segundo andar, que serve de apoio às equipes médicas, com refeitório e dormitórios - o atendimento a doentes fica no primeiro.

Impacto no trânsito

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa que está interditada a pista lateral da Avenida Ayrton Senna, sentido Linha Amarela. O tráfego está sendo desviado para a pista central. Equipes dos Bombeiros, Polícia Militar e CET-Rio atuam no local.
Por volta das 16h, a Av. Ayrton Senna tinha retenções a partir da Av. Pref. Dulcídio Cardoso.
G1 

Postar um comentário

0 Comentários