Câncer de próstata matou 235 homens este ano na Paraíba

Novembro Azul tem campanhas em todo o país para alertar sobre cuidados com a saúde do homem
   
COMPARTILHE
Iniciamos o Novembro Azul, o mês da conscientização dos homens para a importância de cuidar da saúde. Mais de 70 mil óbitos por ano são causados por câncer no Brasil e, na Paraíba, a Secretaria Estadual de Saúde contabilizou, de janeiro a outubro deste ano, 235 mortes provocadas somente por câncer de próstata.
O urologista George Guedes, entrevistado nesta quinta-feira (1º) pelo Correio Debate, da Rede Correio Sat, diz que o objetivo do mês é incentivar os cuidados com a saúde masculina, incluindo, principalmente, a próstata.
“Sabemos que o câncer de próstata é curável, mas precisa ser diagnosticado em uma fase precoce. É importantíssimo alertar a população, que os homens façam esse ‘check-up’ que é de extrema importância”, alerta o urologista.
Segundo o especialista, não existe idade certa para fazer o exame, apesar da incidência ser maior a partir dos 50 anos de idade. “Câncer de próstata não é doença de adulto ou idoso. Ele pode atingir pessoas de várias idades e problemas variados”, afirma George Guedes.

Outros problemas

O câncer de próstata não é o único problema de saúde que pode acometer os homens nesse órgão. Segundo o médico, existe também a prostatite, que é um quadro infeccioso não maligno. Essa infecção pode ser mais grave, levando à internação.
“A prostatite é causada por inúmeras razões, pode ser o crescimento de retenção de urina ou cálculos urinários. O mais comum é pelo sexo anal sem preservativo. Mesmo que com parceiros habituais, é fundamental o uso de preservativo”, disse o especialista.

Exames

O Antígeno Prostático Específico (PSA) pode ser solicitado pelos urologistas, na tentativa de identificar o câncer de próstata o quanto antes. Trata-se de um exame de sangue comum coletado da mesma forma que qualquer outro, para identificar a proteína produzida pela próstata.
O exame do toque também é importante para avaliar alterações do reto, do ânus, como fissura anal, hemorroidas ou nódulos. É rápido, realizado em consultório médico, não interfere na sexualidade, nem causa dor.
Os dois exames podem ser solicitados pelo médico para que se tenha um diagnóstico completo e objetivo e evitar ou diminuir, por exemplo, o risco de morte evidenciado em caso de câncer de próstata.
*Texto de Yasmin Sobrinho