RedeTV! fura as outras TVs e faz o primeiro "debate" entre Bolsonaro e Haddad

Com isso, a emissora fura a Band, que adiou seu debate que faria neste dia, após a desistência de Bolsonaro, que alegou não ter sido liberado pelos médicos, neste período que se recupera das cirurgias após ser esfaqueado durante um ato político em Minas Gerais, no dia 6 de setembro.
Com 22 minutos de duração, o formato consistia em perguntas e respostas dos dois presidenciáveis em torno de 12 principais temas que permeiam as discussões políticas: impostos, regulação da mídia, porte de armas, Lava-Jato, agronegócios, liberação das drogas, programa Mais Médicos, educação, privatizações, Bolsa Família, números de ministérios e liberação das drogas.
Com isso, a emissora fura a Band, que adiou seu debate que faria neste dia, após a desistência de Bolsonaro, que alegou não ter sido liberado pelos médicos, neste período que se recupera das cirurgias após ser esfaqueado durante um ato político em Minas Gerais, no dia 6 de setembro.
Com 22 minutos de duração, o formato consistia em perguntas e respostas dos dois presidenciáveis em torno de 12 principais temas que permeiam as discussões políticas: impostos, regulação da mídia, porte de armas, Lava-Jato, agronegócios, liberação das drogas, programa Mais Médicos, educação, privatizações, Bolsa Família, números de ministérios e liberação das drogas.
"A RedeTV! promoveu o primeiro 'debate' do segundo turno na televisão brasileira. Pela primeira vez as picuinhas foram deixadas de lado e os candidatos falaram de propostas. De forma democrática agora o cidadão poderá escolher quem merece o voto dele com base em ideias", comemorou o diretor de jornalismo da emissora, Franz Vacek ao NaTelinha.
UOL\Na Telinha 

Postar um comentário

0 Comentários