Em nota Julian Lemos acusa Ricardo de criar 'rede para tentar macular sua imagem'


O deputado eleito, Julian Lemos, se pronunciou em nota a respeito da matéria onde aparece citado em ações criminais por estelionato, inadimplência, dívidas trabalhistas e processos com base na Lei Maria da Penha, em virtudes de supostas agressões a sua ex-esposa e sua irmã. 
Na nota, o braço direito do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na Paraíba  acusa o governador Ricardo Coutinho de mobilizar uma rede para 'requentar notícias.
"A estratégia aparentemente apócrifa, mas perfeitamente sabida, é a de requentar ações e processos trabalhistas que, sequer, mais existem pois soluções justas foram dadas as partes, tudo isso, com a vã tentativa de macular a minha imagem", diz trecho da nota.
O futuro parlamentar continua apontando uma série de supostas irregularidades cometidas pelo governador como superfaturamento de obras e desvio de verbas.
Ao tentar rebater a notícia de agressão à ex-companheira e à irmã, Julian também falou de questões da guarda do filho do governador e novamente acusou a mídia de acobertar supostos abusos.
 Julian ainda disse que o governador defenderia Haddad de olho em um ministério e termina sua nota com o famigerado jargão do candidato do PSL "melhor Jair se acostumando"
"O Brasil mudou, a Paraíba também. E o povo sabe fazer a justiça que os covardes, infelizmente, se negam a realizar", disse.
Paraiba.com.br

Postar um comentário

0 Comentários