É #FAKE que 7,2 milhões de votos foram anulados pelas urnas no último domingo

Uma mensagem que viralizou nas redes sociais afirma que "7,2 milhões de votos foram anulados pelas urnas" nas eleições do último domingo (7) e que "a diferença de votos que levaria à vitória" do candidato Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno "foi de menos de 2 milhões". O texto, porém, é #FAKE.
O total de votos citado na corrente de WhatsApp se refere aos votos nulos registrados no pleito do último domingo para o cargo de presidente, ou seja, aos casos em que o eleitor, no ato da votação, optou por votar nulo. Foram 7,2 milhões, o equivalente a 6,14% do total de votos. Outros 3,1 milhões de eleitores votaram em branco. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e estão disponíveis em seu site.
O número de votos nulos registrado no último domingo é maior que o das últimas duas eleições presidenciais, mas está próximo do patamar do primeiro turno de 2014 e de 2010. Há quatro anos, 6,6 milhões de eleitores anularam seus votos, o equivalente a 5,8% do total de votos. Em 2010, foram 6,1 milhões (5,51%).
Também é falsa a afirmação de que Bolsonaro venceria no primeiro turno com menos de 2 milhões de votos a mais. Para conquistar 50% dos votos válidos, o candidato precisaria ultrapassar a marca de 53,5 milhões de votos, ou seja, seriam necessários pouco mais de 4,2 milhões de votos a mais do que os 49,27 milhões recebidos pelo candidato do PSL.
Mensagem tem viralizado na web — Foto: Reprodução/WhatsAppMensagem tem viralizado na web — Foto: Reprodução/WhatsApp

LEIA A ÍNTEGRA DA MENSAGEM FAKE:


"TSE informa: 7,2 milhões de votos anulados pelas urnas! A diferença de votos que levaria à vitória de Bolsonaro no primeiro turno foi de menos de 2 milhões.
O TSE tem obrigação de esclarecer os motivos que levaram à anulação de mais de 7,2 milhões de votos que representam 6,2% do total. A anulação só pode acontecer em voto de papel, porque permite rasuras ou ambiguidade.
Se você enviar para apenas 20 contatos em um minuto, o Brasil inteiro vai desmascarar este Bandido. NÃO quebre essa corrente. Os incautos precisam ser esclarecidos antes que seja tarde demais"
G1 

Postar um comentário

0 Comentários