Deputados “puxam freio de mão” e não querem mais falar sobre eleição da Mesa da ALPB


epois do festival de lançamento de nomes para à presidência da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa para a legislatura que se iniciará no próximo ano, os deputados se esquivarem nesta quarta-feira (10) de falar sobre o andamento do processo e articulações políticas entre aliados da base governista.
Dois dias após os resultados das urnas, cinco nomes já despontavam dentro do Legislativo como possíveis candidatos para disputar o pleito interno da Casa. São eles: Tião Gomes (Avante), Ricardo Barbosa (PSB), Branco Mendes (Podemos), Jeová Campos (PSB) e Adriano Galdino (PSB).
Durante a sessão desta quarta, poucos deputados estiveram presentes e os que estiveram, a exemplo dos deputados Edmilson Soares (Podemos) e Hervázio Bezerra (PSB), ambos da base governista e que lograram êxito nestas eleições, se esquivaram de falar sobre a eleição da Mesa.
Foto: Paraibaonline
Foto: Paraibaonline
Nos bastidores políticos, o que se sabe é que foram chamados à atenção pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), até porque quem vai cuidar do processo será o futuro governador João Azevedo.
“Esse assunto, eu só trato em janeiro. Vamos deixar o ano passar. Tá tão longe ainda”, refutou o deputado Edmilson Soares, reeleito com 34 mil votos, ao ser indagado se seria mais um com o nome à disposição.
Já o líder da Casa, o suplente de deputado Hervázio Bezerra (PSB), só quis mesmo falar da sua eleição, pois na próxima legislatura não mais será tratado como suplente do mandato.
“Existia sempre uma sombra e passei por algumas tentativas de humilhação até de alguns companheiros que, de forma pública, achavam que iriam me atacar me chamando de suplente, mas sempre andei de cabeça erguida e agora dei a volta por cima e com uma votação expressiva, além do esperado”, disse.
O deputado ficou em 14º lugar no ranking dos 36 parlamentares eleitos e obteve 31. 288 votos, o equivalente a 1.53 % dos votos válidos.


 Paraiba Online com (Hacéldama Borba)

Postar um comentário

0 Comentários