Semana Nacional de Trânsito tem programação divulgada na Paraíba

“Se a gente não se unir, não irá muito longe. É preciso a junção de todos os segmentos contra essa guerra estúpida, que são as mortes no trânsito porque, além dos números alarmantes, por trás deles estão os sequelados, que representam despesas absurdas. A própria nação não vai poder dar uma resposta a isso. Simbolicamente, neste momento, pedimos que todos deem as mãos para combater essa epidemia”.
As afirmações e apelo são do superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira, durante a abertura da Semana Nacional de Trânsito, nesta terça-feira (18), na sede do órgão, no Conjunto Mangabeira VII. Este ano a campanha busca lembrar, mais uma vez, os riscos da combinação de álcool e direção, propondo que as atividades sejam baseadas no lema do Observatório Nacional de Segurança Viária “Quando você bebe e dirige, alguém sempre se machuca”.
A programação se estenderá até a próxima terça-feira (25), com atividades diárias, objetivando conscientizar a população da importância de cada um na construção de um trânsito mais seguro.
Palestras – Duas palestras marcaram a abertura da SNT. A primeira foi proferida pelo coordenador do Núcleo de Políticas Públicas do Ministério Público da Paraíba, procurador Valberto Lira, que destacou a importância da municipalização do trânsito em todas as cidades, para combater o alto índice de acidentes. Ele citou a Constituição de 88, “que nos trouxe inúmeras atribuições e uma das principais é a defesa do cidadão. Com base nela, precisamos nos unir para diminuir essa situação alarmante”, ressaltou.
Em seguida, o diretor do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, Geraldo Medeiros, expôs sobre o volume e gravidade dos acidentes de trânsito, especialmente os que envolvem motocicletas. “Temos a grande preocupação e o compromisso de tentar diminuir o número de acidentes no trânsito, essa tragédia, essa epidemia que se estabeleceu no nosso país, que representa hoje o maior problema de saúde pública do Brasil. Somos hoje o 4º país do mundo em número de mortes no trânsito”, lamentou.
Geraldo Medeiros enfatizou ainda que a grande tragédia nacional são os condutores de motos, principalmente nas cidades menores. “Os motoqueiros acidentados quando não se tornam vítimas fatais, ficam com sequelas terríveis”, afirmou, acrescentando que a estatística mais recente, de 2018, é de cerca de 800 vítimas de acidentes de motos por mês. Ele defendeu o estímulo dos órgãos ao uso de transportes públicos e o desestímulo à compra de motocicletas no país.
O evento foi encerrado pelo secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, que enfatizou a importância da fiscalização e a necessidade de todos os municípios integrarem o Sistema Nacional de Trânsito, a fim de garantir sua autonomia e autoridade junto à população. “A municipalização do trânsito é uma obrigação constitucional e, com ela, vamos melhorar a fiscalização”, enfatizou.
Segundo Cláudio Lima, “estamos dentro de um processo que não tem resultado se não tomarmos alguma providência imediata e nesse ponto o município tem que participar. Desde já peço o apoio ao Ministério Público para cobrar dos municípios para que cumpram com essa obrigação. A criminalidade e a desordem no trânsito são muito próximas e precisamos combater essa desordem com a fiscalização”, concluiu.
A solenidade contou com a participação dos diretores de Operações (Orlando Soares), de Engenharia (Zeca Sousa) e Administrativa (Rafaela Lima), além de representantes de vários órgãos envolvidos com a segurança no trânsito, a exemplo da Polícia Militar, Polícia Civil, DNER, DER, Secretaria da Saúde, superintendências de trânsito de alguns municípios, Conselho dos Despachantes, Sindicato das Empresas de Transportes, Ongs e de prefeitos municipais.
Ao longo da semana, sob a coordenação da chefe da Divisão de Educação de Trânsito, Abimadabe Vieira, a programação contará com palestras em escolas, blitzen em parceria com a Operação Lei Seca, blitzen educativas, visitação à sede do Detran e visita solidária às vitimas de trânsitos que se encontram hospitalizadas.
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA NACIONAL DE TRÂNSITO – ANO 2018
Quando você bebe e dirige, alguém sempre se machuca
Dia 19/09 (quarta-feira)

Visita às vítimas de acidentes de trânsito
Local: Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande.
Horário: 9h às 18h
Dia 20/09 (quinta-feira)

Palestra sobre educação e segurança no trânsito
Local:Escolas das redes de ensino em João Pessoa e Santa Rita
Horário: 8h às 17h

Dia 21/09 (sexta-feira)
Visita de estudantes ao Detran
Local: Sede do Detran em Mangabeira
Horário: 9h às 11h
Atividade: Visitação guiada às instalações do órgão; as crianças também assistirão palestras e oficinas sobre normas e condutas no trânsito.
Dia 22/09 (sábado)

Blitz em parceria com a Operação Lei Seca e órgãos de segurança de trânsito
DIA 23/09 (domingo)

Acompanhamento de blitzen da Operação Lei Seca em bares e restaurantes da orla de João Pessoa.

Dia 24/09 (segunda-feira)

Blitzen educativas
Local: Principais bairros e avenidas de João Pessoa, a exemplo de Mangabeira, Geisel, Valentina de Figueiredo, José Américo e Cruz das Armas.
Horário: 7h às 11h
Atividade: Realização de atividades educativas nas avenidas consideradas com maiores índices de acidentes, com o propósito de orientar motoristas, motociclistas e pedestres.

Dia 25/09 (terça-feira)

Encerramento
Local:Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa
Horário:7h às 12h
Atividade: Visita solidária e palestra, em parceria com demais órgãos estaduais de trânsito.
MaisPB

Postar um comentário

0 Comentários