Secretaria de saúde de CG se surpreende com suposta paralisação dos médicos


A Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande esclarece que recebeu com surpresa a divulgação de uma nota do Sindicato dos Médicos de Campina Grande e Região divulgada nas redes sociais sobre uma suposta paralisação dos médicos prestadores de serviço da rede hospitalar e das UPA's. Até o final do expediente desta sexta-feira (14) a Secretaria de Saúde não havia recebido nenhuma comunicação oficial por parte do sindicato. 

A Secretaria de Saúde informa também que os profissionais da rede hospitalar pública municipal já foram comunicados que os pagamentos dos plantões médicos em atraso serão realizados de forma escalonada a partir da próxima semana. Ao mesmo tempo, assegura ainda que todos os serviços da rede de média e alta complexidade estão funcionando normalmente e que todos os médicos efetivos, contratados, assim como aqueles que não possuem vínculo (contratados por chamamento público) estão cumprindo regularmente seus plantões.

Mais uma vez, a Secretaria de Saúde explica que as dificuldades para realizar o pagamento dos profissionais da pasta se devem aos constantes atrasos de repasses dos incentivos financeiros por parte do Governo Federal, além da falta de compromisso do Governo da Paraíba, que não cumpre com as contrapartidas obrigatórias para custeio do SAMU, UPA e da Farmácia Básica, somando um débito de mais de R$16 milhões com a rede municipal de saúde de Campina Grande. 

Por fim, a Secretaria de Saúde lamenta a divulgação de informações com propósitos de causar insegurança na população que utiliza os serviços do SUS na cidade e reitera o compromisso com diálogo permanente com os profissionais médicos e, sobretudo, com a garantia do direito à saúde de qualidade nos serviços geridos pela Prefeitura.
Assessoria 

Postar um comentário

0 Comentários