PMJP investe meio milhão de reais e entrega kits com nova tecnologia para ensino da robótica nas escolas da Capital


A imaginação e criatividade das crianças que estudam nas escolas da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa não terão mais limites com os novos kits de robótica entregues pelo prefeito Luciano Cartaxo, na manhã desta segunda-feira (24). Através de um investimento de mais de meio milhão de reais, os novos kits vão utilizar uma nova plataforma com a tecnologia Arduino, um hardware que oferece mais possibilidades de desenvolver novos projetos de robótica e ampliar a competitividade dos alunos no Campeonato de Robótica.
“Nós fazemos uma gestão que investe no que é transformador. Nada supera a educação quando se pensa no que fazer para oferecer um futuro melhor para as nossas crianças, por isso nosso planejamento nos permite cuidar das crianças nas creches desde os seis meses. E cada programa que a gente institui nas escolas tem o objetivo de torná-las mais atrativas e oferecer mais conhecimento para as crianças. Agora estamos atualizando os equipamentos de robótica para que eles possam desenvolver mais projetos e seus conhecimentos”, afirmou Luciano Cartaxo.
A entrega aconteceu na Escola Municipal Frei Afonso, no Róger, que foi campeã, nesse mês de setembro, do nível 1 da XII edição da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), etapa Paraíba. Os novos kits têm a tecnologia Arduino, um hardware diferenciado utilizado atualmente nas aulas de robótica educacional. Este sistema proporciona um melhor desempenho nas participações em campeonatos, como também promove o estudo de temas relacionados à cidadania e ao desenvolvimento sustentável.
O professor de Robótica, Rodrigo Lira, afirmou que os novos kits são compostos por sensores de cor, óptico e de vibração, drive motos, uma Placa Uno, além de outros equipamentos. “É uma nova plataforma de trabalho com a robótica. Trabalhávamos com kits que tinham algumas limitações e agora vamos trabalhar com kits de prototipagem, onde a imaginação dos alunos é o limite e eles poderão desenvolver os projetos que imaginarem”, disse.
Secom-JP 

Postar um comentário

0 Comentários