João Gonçalves denuncia suposta compra de voto nas eleições de 2018

O deputado denunciou suposta compra de votos nas eleições 2018. (Foto: ALPB)
O deputado estadual João Gonçalves (PDT) denunciou suposta compra de votos por parlamentares, na manhã desta quarta-feira (12). O pronunciamento foi feito durante a sessão, na tribuna da Assembleia Legislativa, onde ameaçou que na próxima terça-feira (18) retornará com mais detalhes sobre a suposta compra de votos e que irá à Justiça Eleitoral. 
Em sua fala, ele destacou que já tinha usado o espaço há quatros anos atrás para fazer as mesmas denúncias, alertando para a gravidade do caso. "Eu não queria usar a tribuna para trazer o que há quatro anos atrás eu trouxe naquela tribuna antiga e velha. Hoje, venho a uma tribuna nova, vibrante, toda remodelada, pujante, mas com um assunto velho, pois é preciso que alguns deputados desta casa, tenha o zelo e o respeito, ao que prega e ao que reza no seu juramento e, respeito mais ainda, a legislação eleitoral. Se não trabalharam e se não cuidaram do povo até hoje, querem cuidar agora de forma vil. Eu estou recebendo denúncias e quando eu tiver o fato determinado e a prova eu irei aqui assim faze-lá. Queria que alguns tivessem presentes, mas não posso determinar agora quem é o deputado, pois ainda não tenho a prova do crime, eu tenho a conversa do crime, mas é muito fácil conseguir. "
Ainda alertando sobre a revelação que fará, o deputado disse que retornará a tribuna na próxima terça-feira (18). "Quero deixar aqui bem claro, que deverei voltar com esse assunto na terça-feira já que comparece boa parte dos deputados", disse. 
O deputado repudiou qualquer desrespeito ao pleito democrático e disse que levará o caso à Justiça Eleitoral. "Não é justo chegar agora com dinheiro podre, que não é declarado comprar pessoas e lideranças, o quê que adianta Reforma Política? De nada. Eu irei me resguardar do assunto para trazer mais conteúdos e aí sim, tendo as provas e as pessoas se comprometendo a relatar o fato eu trago aqui e vou à Justiça Eleitoral para que se preserve aqueles que verdadeiramente exercem o mandato", destacou. 
Clickpb

Postar um comentário

0 Comentários