Jackson critica doação do PT a candidata desconhecida na PB; 'não sei qual o critério adotado'


O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, criticou a doação do PT  nacional a uma candidata do PROS desconhecida na Paraíba. O valor, R$ 500 mil, para a campanha Malu Vinagre, 12 vezes maior do que o que foi destinado ao único parlamentar da legenda que disputa a reeleição na Assembleia Legislativa do Estado, Anísio Maia, que recebeu R$ 44 mil. 
Para Jackson, o critério de distribuição desses recursos deveria ser discutido nas direções estaduais que vivem o dia a dia das campanhas nos estados. "Elas (as direções estaduais) que sabem dizer quem é prioridade e quem não é. Não sei qual o critério que o PROS adota, mas por eles, ela deve estar com prioridade", disse.  
A executiva nacional do Partido dos Trabalhadores doou R$ 500 mil para a campanha de Malu Vinagre, que disputa a uma das vagas para Assembleia Legislativa da Paraíba pelo PROS.
Em todo o Brasil, o PT destinou R$ 4,5 milhões para o Pros, que faz parte do bloco de sustentação da candidatura do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), à Presidência da República, junto ao PC do B.
Os demais parlamentares da Paraíba detentores de mandatos também receberam recursos do fundo eleitoral por meio do PT. O deputado federal Luiz Couto (PT), que tenta eleição para o Senado Federal, recebeu R$ 1 milhão. Já o deputado estadual Frei Anastácio (PT), que concorre a uma das vagas da Câmara Federal, recebeu R$ 398 mil.
paraiba.com.br

Postar um comentário

0 Comentários