Haddad diz que não dará indulto a Lula se for eleito


O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou pela 1ª vez que não dará indulto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se for eleito. Lula foi condenado em 2ª instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 12 anos e 1 mês de prisão e cumpre pena em Curitiba desde 7 de abril. O PT chegou a registrar o ex-presidente como candidato, mas o nome dele foi barrado pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa. O PT substituiu, então, o nome dele pelo de Haddad em 11 de setembro.
Haddad foi questionado mais de uma vez se daria ou não o indulto. Primeiro, afirmou que Lula está trabalhando para provar que é inocente, que “foi vítima de erro judiciário”. Depois, declarou que o tema “não está em pauta”. Por fim, diante de um pedido para responder objetivamente, Haddad disse: “Não. Não. A resposta é não.” O âncora Milton Jung, da CBN, insistiu: “Não ao quê?” Haddad: “Não ao indulto.”
O candidato do PT foi o 9º presidenciável a participar da série de entrevistas do G1 e da CBN. Amanhã, será a vez de Ciro Gomes (PDT). E a série termina na quinta com Alvaro Dias (Podemos). Cabo Daciolo (Patriota) faltou à entrevista, e Jair Bolsonaro (PSL) está internado. As entrevistas são conduzidas pelos jornalistas Cláudia Croitor e Renato Franzini, do G1, Milton Jung, Cássia Godoy e Débora Freitas, da CBN, e pelo comentarista Gerson Camarotti, do G1 e da CBN.
G1 

Postar um comentário

0 Comentários