Demanda por cortes especiais de carnes nobres cresce mais de 30% na Paraíba


Procura por partes como carré francês movimenta segmento da gastronomia no estado. Sebrae Paraíba ofereceu oficina de cortes especiais durante Expofeira Paraíba Agronegócios 2018
Carré francês, neck, lombo, pernil. Estas são algumas das partes mais saborosas do cordeiro e que exigem corte específico para poderem ser consumidas da melhor maneira possível. Estima-se que a procura por cortes especiais de carnes nobres, a exemplo do cordeiro, tenha crescido mais de 30% nos últimos dois anos na Paraíba. O aumento na demanda movimenta o mercado de ovinocultura no estado, que é incentivado por meio de projetos desenvolvidos pelo Sebrae Paraíba. Um desses estímulos ocorreu durante a Expofeira Paraíba Agronegócios 2018 com a oficina de cortes especiais para cordeiro.
De acordo com o gestor do projeto de ovinocultura do Sebrae em Guarabira, João de Deus Leôncio, muitos produtores atendidos pelo projeto passaram a vender a carne do cordeiro e sentiram a necessidade de oferecer ao público cortes especiais do produto. Dessa forma, o especialista em cortes especiais de carne nobre, Francisco Portela, foi trazido de Sergipe para ministrar a oficina, que ocorreu nos últimos sábado (22) e domingo (23) no Salão do Agronegócio, espaço do Sebrae Paraíba na Expofeira, e que teve adesão de 16 participantes, entre empresários do setor e entusiastas da alta gastronomia. 
“O cliente ‘come pelos olhos’. Então, quando ele quer fazer um churrasco ou um prato especial, opta por carnes nobres, como o cordeiro, que é também uma carne saudável, e cujo corte especial vai proporcionar um produto de melhor qualidade. O resultado é um prato bonito e saboroso. A oficina contou não só com a prática dos cortes, mas também com ideias sobre como preparar o alimento para diversas ocasiões, fazendo com que o produtor possa agregar cada vez mais valor ao seu produto”, comentou o gestor do projeto.
Os cortes especiais podem aumentar o valor do produto em cerca de 300%, de acordo com João de Deus Leôncio. Ele explica que, dependendo do tipo de corte, o preço do quilo pode variar de R$ 25 a R$ 55 e que a picanha, por ser um corte mais delicado, pode ter seu valor atingindo R$ 90. “O cordeiro precoce, se bem manejado, resulta numa carne mais saborosa, suculenta e marmorizada, ou seja, com um pouco de gordura que vai dar mais sabor. Por isso, é importante entender o processo do corte especial porque o animal precisa passar por uma preparação prévia ao abate, e, depois de abatido, também passa por um processo até poder ser cortado”, afirmou.
Para além dos churrascos e ocasiões em família, os cortes especiais de carnes nobres também são apreciados na alta gastronomia em todo o país. “O consumo vem aumentando também à medida que o conhecimento dos cortes especiais aumenta. Também o fato de ser uma carne mais saborosa faz com que o consumidor procure o produto”, comentou o gestor do Sebrae Paraíba.
Expofeira supera expectativas
A Expofeira Paraíba Agronegócios 2018, cuja 51ª edição foi encerrada no último domingo (23), atingiu cerca de R$ 20 milhões em volume de vendas e registrou um público de mais de 100 mil pessoas durante os dias do evento. Um dos destaques da feira neste ano foi a realização dos leilões de bovinos, equinos e caprinos, com arremates que ultrapassaram os R$ 4 milhões. Além disso, diversas palestras e oficinas que abordaram o setor foram realizadas durante o evento.
“A feira foi um sucesso total, com muita inovação tecnológica no campo e, o mais importante, com as informações chegando aos produtores. Também tivemos avaliação positiva dos expositores e do espaço de economia criativa, com bastante artesanato. Vemos a feira toda como bastante positiva e esperamos que seja uma inspiração aos produtores, que possam pôr na prática as boas experiências que viram e ouviram”, afirmou o analista técnico do Sebrae Paraíba, Jucieux Palmeira. A Expofeira foi promovida pelo Governo do Estado em parceria com Sebrae Paraíba e Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (FAEPA).
Assessoria 

Postar um comentário

0 Comentários