Aplicativo 'Pardal' do TRE já recebeu 225 denúncias de crimes eleitorais na Paraíba


O aplicativo  de fiscalização "Pardal" criado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) já recebeu 225 denúncias de crimes eleitorais na Paraíba. Os registros aconteceram em 25 municípios da Paraíba onde João Pessoa e Campina Grande lideram o número de denúncias, seguidos de Santa Rita e Patos.
Ainda segundo os dados, das 225 denúncias, 55% são de propaganda eleitoral, 18% por compra de votos, 16% de doações eleitorais, 10% de crimes eleitorais; 16% do uso da máquina administrativa e o restante foi por outros tipos crimes.
O Pardal pode ser utilizado para noticiar diversos tipos de infrações eleitorais, como as relativas à propaganda eleitoral, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais e doações e gastos eleitorais. Além do aplicativo móvel, o Pardal tem uma interface web, disponível nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) para envio e acompanhamento das notícias de irregularidades.
 Nas denúncias feitas por meio do Pardal, deverão constar, obrigatoriamente, o nome e o CPF do cidadão que as encaminhou, além de elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios. A autoridade responsável por apurar a notícia de infração poderá manter em sigilo as informações do denunciante, a fim de garantir sua segurança.
Paraiba.com.br

Postar um comentário

0 Comentários