Gestão de Sumé enfrenta a seca com ações emergenciais na zona urbana e rural

O prefeito de Sumé, Éden Duarte (PSB), concedeu entrevista a uma emissora da região e avaliou sua gestão, dando ênfase a questão do abastecimento d’água neste período de estiagem prolongada que já perdura por quase 6 anos e praticamente esvaziou os reservatórios.
Éden falou da expectativa da chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco que estão prestes a chegar à cidade de Monteiro.
Ele esteve juntamente com a sua comitiva na última quinta-feira (2), acompanhando o governador, Ricardo Coutinho (PSB), em visita ao município de Sertânia (PE) e pôde ver de perto os preparativos para a descida da água por gravidade ao Rio Paraíba a partir da última estação de bombeamento.
O prefeito explica que a água para Sumé será captada no Rio Paraíba através da Adutora do Congo e que vai ser distribuída para todo o Cariri e, inclusive, para o distrito de Sucuru, que pertence ao município de Serra Branca, mas que tem muita gente de Sumé vivendo ali.
Ele também disse que está trabalhando junto ao secretário da infraestrutura do Estado, João Azevedo, para concluir a adutora do Pio X, um distrito que pertence ao município de Sumé. Mas enquanto a água da Transposição não chega, o prefeito explicou sobre o abastecimento no município.
Éden disse que ainda na gestão de doutor Neto como prefeito, do qual ele era o vice, já começou uma preparação para enfrentar o problema com planejamento.
Foram perfurados mais de 20 poços artesianos somente dentro da cidade porque o açude que abastece Sumé havia secado e isso facilitou o trabalho dele na atualidade.
“Fizemos um planejamento porque sabíamos que o açude entraria em colapso e agimos rapidamente, espalhando em vários locais da cidade mais de 25 pontos para captação de água. Ou seja, foi uma ação rápida e emergencial”, pontua.
Paralelamente, a Prefeitura vem trabalhando para enfrentar o problema na zona rural do município e foram adquiridos no final do ano passado, 12 sistemas de abastecimento d’água por intermédio de uma emenda do deputado Federal, Wellington Roberto (PR) e o convênio com o Ministério da Integração Nacional foi assinado e as obras estão sendo tocadas.
“Já estamos com 2 grandes sistemas na comunidade de Pio X, cuja água é captada no açude de “Cinco Vacas” e na região de Conceição, que capta água no Rio Paraíba e beneficia ainda os sítios, Porteiras, Cachoeirinha de Baixo, Cachoeirinha de Cima, já vai receber também água do Rio São Francisco, pois temos nosso próprio sistema de abastecimento naquela região. Fora isso, temos ainda alguns outros em parceria com o Governo do Estado, a exemplo do sítio Jurema, Carnaúba e também outros em parceria com o Dnocs. Na verdade, é um trabalho contínuo e permanente porque temos que entender que o nosso semi árido é uma das regiões mais castigadas pela seca no mundo. É um problema que não é passageiro e sempre volta. Por isso, é preciso buscar tecnologias e meios para conviver com essas adversidades e dificuldades”, pontua o prefeito sumeense.

Com Heleno Lima


Postar um comentário

0 Comentários