DNOCS orientou Cagepa a não causar desastre ambiental em Monteiro



DNOCS orientou Cagepa a não causar desastre ambiental em Monteiro


Paraíba 06/03/2017 às 15:43

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), responsável pela administração do Açude de Poções, orientou a Cagepa e o Governo do Estado a não realizar a abertura antecipada das comportas da Barragem de São José, que fica em Monteiro, a montante do açude de Poções que será o 1º reservatório a receber as águas do São Francisco no Estado da Paraíba.
 
Segundo informações apuradas pela reportagem, houve divergências entre os técnicos do DNOCS e da Cagepa/Aesa sobre a abertura das comportas. Os técnicos do DNOCS alertaram que com a abertura das comportas e a secagem da barragem, poderiam trazer impactos ambientes e a morte de milhares de peixes, o que infelizmente veio a ocorrer.
 
Vale salientar que a barragem de São José é de responsabilidade do Governo do Estado, através da Cagepa.
 
Com a abertura das comportas, o manancial ficou praticamente seco e os agricultores que criam animais na área ribeirinha estão enfrentando sérios problemas com o comprometimento do abastecimento hídrico da comunidade.
Nas redes sociais, muitos internautas e os moradores da área estão criticando a decisão da Cagepa, e classificaram o caso como um desastre ambiental. “Houve uma precipitação, acho que não pensaram nos danos que seriam causados com a secagem dessa barragem, e o resultado tá aí, um verdadeiro desastre ambiental, além da fedentina que está insuportável por causa dos peixes podres”, escreveu um dos internautas que esteve no local.
 
POSTADO PELA NAÇÃORURALISTARADIOJORNAL.COM.BR

Postar um comentário

0 Comentários