Menos cacique, mais consciência


Menos cacique, mais consciência

Nessa eleição, tivemos vários exemplos, especialmente de candidatos a vereador, que usaram e abusaram da imagem e de apelos de alguns desses caciques e que amargaram derrotas frustrantes nas urnas
Mais política | Em 15/10/16 às 12h00, atualizado em 15/10/16 às 12h01 | Por Sony Lacerda
“O suposto apoio ou influência do cacique político valeu menos nessas eleições”. As palavras são do presidente estadual do PSDB, ex-deputado Ruy Carneiro, em entrevista ontem ao programa Correio Debate. Até que enfim a população está começando a entender, a observar e avaliar quem realmente merece um ‘Confirma’ na urnas.

Ruy reforçou que essa mudança de comportamento foi sentida em vários municípios, através de pesquisas internas recebidas. “Isso é sinal de conscientização política. Logicamente, você vê quem está pedindo, mas você escolhe quem você acha que é melhor para sua cidade, seja como vereador ou como prefeito”, analisou o tucano.

Eu me pergunto: se esse processo de conscientização tivesse sido iniciado ou até mesmo estimulado antes, se nós não estaríamos em um patamar diferente, e não, nesse mar de corrupção?. Um mar sem fim, igual diz menino de interior quando vê a praia pela primeira vez. Talvez sim, talvez não. Mas, antes um talvez do que nada. Só acho.

Nessa eleição, tivemos vários exemplos, especialmente de candidatos a vereador, que usaram e abusaram da imagem e de apelos de alguns desses caciques e que amargaram derrotas frustrantes nas urnas. Então, aí vai um conselhou, ou melhor, uma dica: mais autenticidade por favor. Chega de ficar com história de “eu sou candidato de fulano ou de sicrano”. Seja candidato do povo, para ser bem popular, e mostre a que veio.

Investida negada

Em contato com a coluna, o vereador Djanilson da Fonseca negou que esteja articulando para que o companheiro de partido, João dos Santos assuma cargo na Prefeitura, para que ele permaneça na CMJP. “Minha votação comprova que o mandato foi aprovado. Infelizmente a coligação só conseguiu eleger um”.

Aposentadoria

O suplente de vereador Edson Cruz, que passou mais de três anos à frente do mandato com a ausência de João Almeida, deve se aposentar. Está trabalhando o nome do filho, Pedro Cruz, estudante de Direito.

Herança

Nas eleições deste ano, Cruz ficou como terceiro suplente da coligação que elegeu Durval Ferreira, João Almeida e Damásio Franca Neto.

Cotado

Além de Helton Renê e Pedro Coutinho, quem também estaria cotado para compor a equipe do prefeito Luciano Cartaxo, em janeiro, é o vereador reeleito João Almeida, que já ocupou outros cargos na Prefeitura.

No sofá

Depois de José Maranhão, o prefeito Luciano Cartaxo recebeu o senador Deca do Atacadão, que garantiu o apoio para projetos de João Pessoa.

Conciliação

O Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania da Região de Guarabira do núcleo de conciliação do TJPB vai realizar pela primeira vez um mutirão com a Cagepa Regional, envolvendo os consumidores em débito com a empresa. O esforço concentrado ocorrerá no período de 21 a 25 de novembro.

Alívio no caixa

A MP que libera R$ 1,95 bilhão para repor as perdas com créditos do ICMS nos Estados, Municípios e no Distrito Federal já foi publicada. O auxílio será pago em parcela única em dezembro.

Matrículas

As matrículas da Rede Estadual de Ensino, para alunos veteranos, terão início no dia 24. O anúncio foi feito ontem pelo secretário de da Educação, Aléssio Trindade.

Preocupação

O deputado federal Hugo Motta disse ter falado com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, sobre a situação hídríca, já bastante crítica, em que se encontra a Paraíba.

Loucas urnas

Candidata a vereadora até bem votada em eleição anterior, mas que enfrentou fiasco nessa última, Maria Paraíba se ironizou: “Assim vou acabar perdendo o juízo”.

Postar um comentário

0 Comentários