Dever de casa

Os prefeitos de João Pessoa e Campina Grande saíram na frente e conseguiram as duas emendas ‘impositivas’ de bancada, ou seja, as que tem a liberação de recursos garantidas. Muitos alegam que isso revela um possível cenário de apoios para 2018, mas a realidade é que Luciano Cartaxo, do PSD, e Romero Rodrigues, do PSDB, foram organizados - para ser mais precisa, bem articulados - e já chegaram para a reunião da bancada federal com projetos prontos.

E, como era pré-requisito para garantir os recursos das emendas, que a obra sugerida para essa emenda específica, já tivesse um projeto pronto, ou até mesmo licitação em andamento, os dois gestores levaram as emendas.

Eu não estou aqui dizendo que João Pessoa e Campina têm sempre que levar a fatia maior do bolo das emendas - que aliás é uma divisão que geralmente beneficia sempre os mesmos municípios, desculpem-me os deputados -, mas é inegável que os sabem fazer o dever de casa. Sem falar que rola uma conversa ao pé do ouvido como que “puxando a sardinha” pro lado.

A cada eleição vejo gestores mais preparados tecnicamente, não apenas politizados. O que é bom, porque pelo menos entendem que o poder vai mais além do que barganhar cargos ou liderar grupos. Nada adianta isso tudo, se a casa cair, nesse caso, a máquina pública afundar. É preciso que os prefeitos aprendam não só o caminho da casa dos eleitores, mas aprendam a fazer esse dever de casa. Quer recurso, aprendam a fazer projetos.

Rebuliço

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, desembarca em João Pessoa, no dia 31 deste mês, mas já está provocando um rebuliço nos corredores da Assembleia Legislativa. Tudo porque o ministro deve visitar/vistoriar as obras do Viaduto do Geisel, que tem verbas federais, mas também tem investimentos do Tesouro Estadual.

Jantar 1

Nem Marcos Vinícius, nem Durval Ferreira. Esse foi o resultado o jantar oferecido por Gervásio Maia aos vereadores “da base” em João Pessoa. Um ponto quase comum é que esse nome só seria escolhido “de véspera”.

Jantar 2

Lucas de Brito endureceu o discurso. Teria dito que não aceitava e deu até a entender que poderia migrar para a base do prefeito Luciano Cartaxo.

Jantar 3

Após o posicionamento de Lucas, João dos Santos saiu em defesa da proposta. Disse que o grupo de vereadores tinha um líder: o governador Ricardo Coutinho. Uma surpresa: a presença de Marcos Henriques, do PT.

Jantar 4

Além dos vereadores, Gervásio Maia Filho reuniu no jantar os deputados Estela Bezerra e Genival Matias. Cida Ramos também estava à mesa.

Cardápio

Para quem estava presente ao jantar oferecido por Gervásio Maia Filho, em seu apartamento no bairro do Jardim Luna, um cardápio simples, apetitoso e prático, como deve ser a política: filé, camarão, arroz e um purê. Para quem é do sertão como eu, arroz e purê está bom até demais.

Semana de Ciênca

Terminou ontem a XIII Semana de Ciência e Tecnologia promovida pela UFPB. O evento obteve o êxito esperado, segundo as professoras Laurenzita Maroja e Martha Simone, que colaboraram na organização do evento.

Três mil pessoas

A Semana de Ciência e Tecnologia reuniu cerca de 3 mil pessoas, entre estudantes da UFPB e das redes estadual e municipal e ensino da Capital.

Prac, PRPG e PRG

Segundo Martha Simone, o evento foi realizado pelas pró-reitorias de Assuntos Comunitários (Prac), de Pós-Graduação (PRPG) e de Graduação (PRG), sob a coordenação geral do professor Orlando Vilar.

Colaboradores

Também colaboraram os professores Lincoln Elói, Tiago Cavalcanti e Maria Helena. O evento aconteceu no CT e no CCSA, no Campus I.

Postar um comentário

0 Comentários