Mantida prisão preventiva de DJ e campeão de handebol suspeitos de tráfico, em JP

Os jovens Caio Gabínio, que atua como DJ, e Pedro Uchoa, ex-jogador de handebol de praia, campeão mundial com a seleção brasileira da modalidade, vão permanecer presos até decisão judicial. Os dois foram denunciados pelo Ministério Público Estadual pela suposta prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Leia também: Campeão mundial de handebol e DJ são indiciados e presos por tráfico de drogas

Nesta segunda-feira (22), eles foram ouvidos, durante audiência de custódia, pela juíza da Vara de Entorpecentes da Capital, Maria Aparecida Sarmento Gadelha, que decidiu pela manutenção da prisão preventiva. 

De acordo com a magistrada, a prisão preventiva foi mantida porque há fortes indícios de prova da materialidade e de autoria dos crimes. Os dois se encontram recolhidos no 5º Batalhão da Policia Militar, no Conjunto Valentina de Figueiredo, na Zona Sul da Capital, pois têm curso superior.

Leia mais Notícias no Portal Correio e naçãorurtalista.com.br

Entenda o caso


Pedro Uchoa e Caio Gabino foram presos em flagrante no dia 7 de julho em um posto de combustíveis no bairro Esplanada, na capital paraibana. Eles portavam maconha, cocaína, ecstasy e R$ 2.800. Eles foram liberados no dia seguinte, após audiência de custódia. Mensagens publicadas nas redes sociais denunciaram que os suspeitos debocharam da situação na delegacia. A versão foi negada pelos respectivos advogados.

Postar um comentário

0 Comentários