terça-feira, 23 de agosto de 2016

Condenado em JP acusado de matar informante policial; mãe da vítima o perdoou


Em julgamento ocorrido no Tribunal do Júri de João Pessoa nesta terça-feira (23), foi condenado a 24 anos de prisão Alisson Lima dos Santos, de 22 anos, acusado de assassinar a tiros um jovem informante da polícia que, conforme explicou a promotora Artemise Leal, o teria delatado com relação a envolvimento com o tráfico de drogas. O crime aconteceu em 2012, no conjunto Gervásio Maia, no bairro Gramame, na Zona Sul da Capital, e ganhou repercussão nacional após o réu ser preso, em 2013, e ficar cara a cara com a mãe da vítima, que o perdoou pelo homicídio.

Leia mais Notícias no Portal Correio e naçãoruralista.com.br

Segundo a promotora, Alisson foi condenado por homicídio qualificado, por ter matado a vítima e ferido outra. “Até hoje ele ainda nega o crime e diz que o autor foi um menor, comparsa dele”, disse Artemise, revelando que o menor citado chegou a cumprir medida socioeducativa, mas foi morto após ser libertado.

Em contato com a redação do Portal Correio, a mãe do jovem assassinado, que também foi ouvida durante o julgamento, afirmou que ainda perdoa o acusado.
“Perdão não quer dizer impunidade. Fico feliz pelo resultado. Foi feita justiça de Deus e dos homens. Vou seguir orando por ele. Deus diz: ame a teu próximo como a ti mesmo”, contou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário