Sousa e CSP vencem e abrem boa vantagem no mata-mata do PB; Galo x Raposa empatam

Sousa e CSP levaram vantagem, na tarde deste domingo (10), no primeiro confronto da fase do mata-mata do Campeonato Paraibano. O Sousa venceu o Botafogo-PB por 3x1, no Marizão; Treze e Campinense empataram em 0x0, no Amigão; e o CSP venceu o Paraíba por 2x0, no Almeidão.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio e naçãoruralista.com.br

Em Sousa, o Sousa e o Botafogo-PB empataram em 1x1. O jogo começou melhor para o Belo, que abriu o placar aos cinco minutos, em contra-ataque com o volante Val.

Porém, após o gol, o Botafogo-PB recuou e permitiu que o Sousa armasse jogadas ofensivas. A primeira chance do Dinossauro foi aos 22 minutos, quando Giancarlo mandou para o fundo do gol, mas estava impedido.

O empate do Sousa veio aos 39 minutos quando o meia Tarcísio entrou na área e cabeceou para o gol, contando com uma falha do goleiro Michel Alves.

No segundo tempo o Sousa conseguiu virar a partida logo aos seis minutos. Após toque de mão marcada pelo juiz, Manú cobrou a penalidade e colocou o Dinossauro na frente do placar.

Aos 18 minutos o Dinossauro conseguiu ampliar o placar em novo pênalti, cometido pelo zagueiro Magno Alves. Na cobrança, Giancarlo bateu forte e marcou o terceiro do Sousa.

Depois de abrir boa vantagem no placar o Sousa administrou o resultado e o Belo não teve chances de diminuir o placar.

Com o resultado, na partida de volta, marcada para o dia 24 deste mês, no Almeidão, o Botafogo-PB precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. Empate ou vitória simples, assim como derrota por um gol de diferença, dão a classificação ao Sousa.

Treze x Campinense

O Clássico dos Maiorais terminou empatado, mesmo com o Treze jogando boa parte da partida com dez jogadores.

Nos primeiros minutos da partida o Treze tentou surpreender o Campinense com chutes de fora da área, mas a primeira chance perigosa de gol surgiu aos 29 minutos, quando o juiz marcou pênalti para a Raposa e expulsou o zagueiro Rafael, do Galo.

Na cobrança, o artilheiro Rodrigão bateu mal e facilitou a defesa do goleiro do Treze, Saulo. Após a expulsão o Campinense errou passes dentro de campo e não levou perigo ao gol do Treze.

No segundo tempo, o Campinense tentou aproveitar a superioridade numérica e pressionou a defesa do Galo.

Porém, aos 13 minutos, a Raposa teve Jussimar expulso. O meia levou o segundo amarelo por ter chutado a bola para fora do campo após o juiz ter paralisado a partida.

Durante todo o resto do segundo tempo as duas equipes não souberam criar jogadas ofensivas e ficaram no 0x0.

Com o resultado, quem vencer a partida de volta, marcada para o dia 24, também no Amigão, leva a vaga para a semifinal.

CSP x Paraíba

No Almeidão o jogo foi recheado de gols e de expulsões. O placar da partida foi aberto aos sete minutos com o atacante Carlos Caaporã, que recebeu cruzamento dentro da área e completou para o gol.

Aos 15 minutos o CSP voltou a marcar, dessa vez com o atacante Bruno Paraíba, que cobrou bem o pênalti.

O único lance de perigo do Paraíba no primeiro tempo saiu aos 21 minutos, quando o atacante França recebeu a bola e chutou para o gol, mas o goleiro do CSP defendeu.

No segundo tempo o Paraíba voltou nervoso e teve dois jogadores expulsos. Aos 21 minutos Danúbio que recebeu cartão vermelho segundos após entrar em campo por reclamação. Dois minutos depois Cleitinho também reclamou da arbitragem e foi expulso.

Com boa vantagem e dois jogadores a mais, o CSP não soube aproveitar as chances e o jogo terminou 2x0. Com o resultado, o Paraíba precisa vencer a partida de volta, marcada para o dia 24, no Perpetão, por três gols de diferença para ficar com a vaga. Empate, vitória ou derrota, por um gol de diferença, dão a vaga para o CSP.

Postar um comentário

0 Comentários