PM e PRF dão dicas para evitar acidentes e roubos a residências durante viagens

A chegada dos feriados de Natal e fim de ano coincide com o período de férias e viagens. Para evitar problemas nas estradas ou risco de assaltos em casas vazias nesse período, a Polícia Militar (PM) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) orientam com dicas de segurança.

Leia mais Notícias no Portal Correio e naçãoruralista.com.br

Casas
Segundo a PM, as famílias devem planejar e comprar equipamentos que possam garantir o correto fechamento de portas e janelas das residências.

“[A viagem] é sempre um momento que requer uma atenção a mais, porque podem durar mais do que dois ou três dias. A primeira medida a ser tomada deve ser de avisar aos vizinhos que vai ficar fora de casa e pedir para eles que fiquem atentos a qualquer movimentação estranha no seu imóvel”, divulgou a PM.

Outra dica importante a ser seguida pelas famílias deve ser de evitar deixar que luzes fiquem ligadas no interior e no exterior da residência, para que se evite chamar a atenção de bandidos, já que ligadas durante o dia, as luzes fornecem a informação de que não existe ninguém em casa.

“Também não se deve deixar instrumentos na parte externa da casa, já que eles podem ser utilizados como ferramentas para se arrombar o imóvel e procurar fechar as janelas. Às vezes as pessoas se esquecem de trancar as janelas. Procurar utilizar fechaduras e ferrolhos de uma boa qualidade, que dificultem a iniciativa de pessoas que queiram arrombar portas ou janelas”, informou a Polícia Militar.

Viagem e veículos
Após se certificar de que as medidas de segurança foram pensadas e que vão ser executadas antes de sair em viagem, as famílias devem iniciar a verificação de documentos e o plano de trajeto da viagem.

Segundo PRF, todo o planejamento pode ajudar a evitar imprevistos durante o trajeto, que vão desde carro quebrado a falta de documentação do condutor e do veículo.

“O motoristas deve se preocupar antes mesmo de viajar. A viagem começa em casa, conferindo a documentação do carro e a documentação do condutor para que ele não seja surpreendido com uma fiscalização. O carro também tem que passar por uma revisão, sobretudo para aquelas viagens mais longas”, informou a PRF.

Além disso, a PRF orienta que os condutores evitem andar muito próximos aos carros da frente, obedecendo sempre a regra dos três segundos, que consiste em marcar um ponto de referência na estrada, deixando o carro da frente passar e ultrapassar esse mesmo ponto três segundos após o carro a sua frente.

Essa regra permite que, em caso de uma frenagem brusca, o condutor que venha atrás de outro veículo tenha tempo de frear com segurança, evitando um acidente.

“Uma das nossas maiores preocupações é a mania que as pessoas têm de viajar colocados no carro da frente. A maioria dos acidentes que acontecem são as colisões traseiras. Os condutores também precisam viajar sempre na faixa da direita. Caso ele esteja na faixa da esquerda e outro carro se aproxime, ele deve, obrigatoriamente, dar passagem. Se não fizer isso, ele ocorre em infração média. Também pedimos que todos os passageiros do carro usem o cinto, inclusive os do banco de trás, e que os condutores que forem beber não dirijam”, concluiu a PRF.

Postar um comentário

0 Comentários