Em quais momentos você recorre a chupeta para acalmar seu bebê? É verdade que este bico de plástico é capaz de fazer "milagres" no comportamento da criança em certos momentos. Eu (Fabi) ainda não tenho filhos, mas convivo com muitas crianças (de familiares e amigos) e já presenciei inúmeras vezes como este pequeno objeto pode trazer silêncio por alguns minutos (e até horas) ao ambiente, não é verdade?. Mas, até qual idade podemos oferecer chupeta para as nossas crianças? Afinal, ela é mocinha ou vilã? Segundo o odontopediatra Paulo César Rédua, presidente da ABO (Associação Brasileira de Odontopediatria), é fundamental eliminar a chupeta da vida do seu filho até os 3 anos de idade. E mais! Crianças "apaixonadas" pelo bico de plástico precisam ter impor limites quanto ao seu uso.
A dica número um de Rédua é oferecer a chupeta apenas nos momentos de crise, como “na hora de dormir, durante as cólicas ou quando a criança está doentinha”. Isso porque o uso abusivo acarreta mais prejuízos que benefícios para a criança, por isso não deve ser estimulado pelos papais e mamães. Combinado?
Você sabia que a criança que fica com a chupeta o dia inteiro na boca pode estar sentindo falta dos pais? Então, atenção a este ponto. Quem sabe se você der mais atenção ao pequenino ele não esquece a chupeta por algum tempo? Na hora de dormir, é verdade que algumas crianças sentem a necessidade de sugar o bico de plástico, mas 90% delas costumam largar o acessório quando dormem. Neste caso, mantenha o objeto fora da boca dela.
Ah, e jogue no lixo aquele acessório que segura a chupeta na roupa da criança! O objeto não deve ficar disponível aos pequeninos 24 horas por dia. O uso por um período prolongado e sem limite de tempo durante o dia pode trazer consequências graves, como desmame precoce, infecções de garganta e ouvido, irritações da orofaringe, laringe e pulmões, rinites, má formação óssea do rosto, dentes tortos, problemas na mordida e até na pronúncia de algumas sílabas. Com certeza você não quer isso para o seu bebê, certo?
Então, como estamos próximo ao Natal, que tal trocar a chupeta por um presente bem legal do Papai Noel? Se ainda não for o momento, lembre-se de que há hora certa para oferecer a chupeta ao seu filho. Se usada corretamente, ela pode passar de bandida para mocinha!