600 vagas para PF: edital deve sair 6ª


É grande a expectativa de milhares de interessados em participar do concurso da Polícia Federal (PF), destinado ao preenchimento de 600 vagas, sendo 500 para agente e 100 papiloscopista. Os editais das aguardadas seleções deverão ser lançados a qualquer momento. Segundo a Coordenadoria de Recrutamento de Seleção do órgão (Corec), a previsão é de que os documentos, no mais tardar, sejam publicados até a próxima sexta-feira, dia 16.

A informação foi repassada à FOLHA DIRIGIDA nesta segunda-feira, dia 12. Apesar disso, o Cespe/UnB, organizador, diz ainda não haver previsão oficial. Anteriormente, o edital estava previsto para fevereiro, o que acabou não se concretizando. A exigência para concorrer aos cargos é ter completado o ensino superior, independentemente da área de formação, além de possuir carteira de habilitação (B ou superior). Os vencimentos iniciais são de R$7.818, incluindo auxílio-alimentação de R$304.

Um indicativo de que a PF tem urgência em realizar o concurso e por conta disso o edital não irá demorar a ser divulgado é a recente redução entre a data da publicação das regras do concurso e da aplicação da primeira prova. No último dia 29, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acatou pedido do departamento e autorizou a redução de 60 para 45 dias. Sendo assim, o exame pode ocorrer em 29 de abril (45 dias após o dia 15 de março - próxima quinta-feira).

Novo concurso - Em abril, a Polícia Federal já deve dar a largada para poder contratar mais 600 profissionais. A corporação deverá abrir novo concurso, destinado ao preenchimento de 600 vagas. Desse total, 350 são para o cargo de escrivão, 150 para delegado e 100 para perito. A função de escrivão requer o ensino superior. A remuneração é de R$7.818, incluindo auxílio-alimentação de R$304. Para delegado é exigido o bacharelado em Direito e, para perito, formação superior em diversas áreas (especificadas em edital). Para ambos, os vencimentos iniciais são de R$13.672, já incluso o auxílio.

Etapas - São grandes as chances de que a PF mantenha a mesma estrutura do último concurso (realizado em 2009). Espera-se que os candidatos enfrentem provas objetiva e discursiva, avaliação psicológica, exame médico e exame de aptidão física, prova prática de digitação (somente para escrivão) e curso de formação (a ser realizado na Academia Nacional de Polícia, em Brasília, com duração de quatro meses), além de investigação social.

Folha Dirigida

Postar um comentário

0 Comentários